Grau ouro e novo autotanque para Bombeiros de Guimarães (Fotorreportagem)

0

A Ministra da Administração Interna entregou, ontem pela manhã, pessoalmente, a medalha de mérito de proteção e socorro, grau ouro e distintivo azul, aos Bombeiros Voluntários de Guimarães. Numa manhã de presentes, a Câmara ofereceu um carro de combate a incêndios.

Na cerimónia do 140º aniversário da corporação, Constança Urbano de Sousa enalteceu “a forma como todos, no passado, no presente e seguramente também no futuro, serviram esta instituição com esforço e abnegação”. O aniversário dos Bombeiros de Guimarães também inaugurou um autotanque de combate a incêndios com capacidade para 14 mil litros de água e 300 mil de espuma. O custo do veículo foi de 190 mil euros, suportados integralmente pela Autarquia.

“Sentimos quanto é necessário apoiar os nosso bombeiros, em equipamentos, instalações e num programa de formação cada vez mais exigente”, disse Domingos Bragança, presidente da Câmara. O autarca revelou que o sistema de incentivos fiscais aos bombeiros, já prometido anteriormente, vai avançar “ainda este ano”.

O governante municipal respondia ao repto lançado pelo comandante dos bombeiros, Bento Marques, que abordara a importância de “garantir o apoio e incentivo ao voluntariado” através da “atribuição de regalias e benefícios sociais que incentivam a adesão”. Já o presidente da direção dos bombeiros, Gualter Costa e Silva, pediu à ministra que ponderasse passar a idade máxima da reforma dos bombeiros “para os 60 anos”.

A cerimónia de aniversário dos Bombeiros de Guimarães começou pelas 9:00 horas com o hastear das bandeiras no quartel. Seguiu-se a formatura, imposição de divisas e o desfile para o Largo do Toural onde houve uma missa presidida pelo arcebispo de Braga, Jorge Ortiga. Já em frente ao quartel, houve uma homenagem aos bombeiros e tributo aos fundadores, com a entrega de uma coroa de flores no Monumento do Bombeiro.

Antes das condecorações e discursos, Gualter Costa e Silva foi homenageado com um quadro com a sua fotografia que vai figurar no quartel. O atual presidente da Associação Humanitária termina o mandato este ano e não se recandidata por força da limitação do número de mandatos.

JN

About author

Ana Romaneiro

Ana Romaneiro

Nasceu em Évora onde cresceu e estudou.
Desde muito cedo que partilha o gosto pela informática, que, a levou a tirar um curso profissional técnico de Gestão de Sistemas Informáticos, profissão que exerce na atualidade.
A sua ligação aos bombeiros surge aos 13 anos ao entrar na fanfarra dos Bombeiros de Évora, onde permaneceu até 2013. Na atualidade integra a corporação os Bombeiros de Reguengos de Monsaraz, no posto de bombeira de 2º.