O desporto e a profissão de bombeiro: bons exemplos

0

Nuno Monteiro

Uma das críticas que muitas vezes são feitas aos bombeiros voluntários, e que felizmente a cada dia que passa deixa de ter razão, é a de os bombeiros não cuidarem da sua forma física e de serem demasiado “pesados” para a missão que executam.

É uma preocupação que tem vindo ciclicamente a ser referida no seio dos bombeiros portugueses, tendo havido nos últimos anos algumas tentativas de mudar o paradigma que parece imperar e que assume que sendo a actividade de bombeiro voluntário uma actividade mais ou menos sazonal (mais intensa no período de incêndios) não necessita que os homens e mulheres estejam em forma.

É óbvio que o erro é crasso e que um estilo de vida saudável, tendo em conta a imagem e o contacto nacional diário dos bombeiros voluntários com a população, deve ser implementado e encorajado em todos os homens e mulheres que fazem parte das fileiras dos corpos de bombeiros.

O manual de “Segurança e Protecção Individual“, editado pela Escola Nacional de Bombeiros, refere essa importância no capítulo 3 (“Condições físicas e psíquicas”):

(Segurança e Proteção Individual, ENB, pág. 14)

 

Essa importância nem sempre é tida em conta pelos operacionais e pode, por vezes, ser um impedimento para o sucesso na realização plena da missão que têm de cumprir.

Já em 2018, a Direção Geral da Saúde e a Autoridade Nacional de Proteção Civil lançaram um manual chamado “PROMOÇÃO DA SAÚDE E DE UM ESTILO DE VIDA SAUDÁVEL NOS BOMBEIROS PORTUGUESES“. Os méritos da informação são claros, mas a chegada da mesma aos bombeiros carece de confirmação.

Parece-nos que a mera publicação do documento não teve os efeitos desejáveis e que a importância daquilo que o manual transporta precisará de um contacto formativo e, até, exemplificativo para que se possa combater a não prática desportiva ou a não adopção de estilos de vida saudáveis.

E se esta prática é importante nos bombeiros voluntários que prestam serviços ocasionais, no caso de bombeiros profissionais (sejam Sapadores, funcionários dos corpos de bombeiros ou elementos das Equipas de Intervenção Permanente) ou de outros operacionais que se dedicam e têm por missão socorrer essa prática desportiva e adopção de estilos de vida saudável é essencial.

Não queremos traçar aqui, nem o podemos por falta de informação, um paralelo entre as diferentes forças ou corpos de bombeiros, mas queremos dar salientar e sublinhar um bom exemplo neste universo de bombeiros onde centramos a nossa atenção.

 

Elemento da EIP dos Bombeiros Voluntários de Salvação Pública de Chaves percorre cerca de 100 km todas as semana

Nuno Monteiro, bombeiro e elemento da EIP dos Voluntários de Salvação Pública de Chaves, corporiza o cuidado e profissionalismo a ter na adopção de um estilo de vida saudável que lhe permite uma resposta capaz no cumprimento da missão de socorro.

O bombeiro de 32 anos, e natural de Chaves, ingressou na corporação em 2017 devido à “admiração pelos bombeiros” e para “entender melhor o dia-a-dia deles”. Acabou por continuar e é, neste momento, bombeiro de 3.ª e, como acima referimos, elemento da EIP.

Foi militar durante sete anos, com a especialidade de atirador, e esteve em missão no Kosovo em 2009, participando em muitos outros exercícios nacionais e internacionais com forças da NATO.

É também atleta do Chaves Running Team e treina diariamente, perfazendo cerca de 100 km semanais. Nuno Monteiro afirma que gosta de testar os seus limites e enfrentar provas duras, gosto que vem dos sete anos enquanto militar.

No próximo fim-de-semana, no dia 2 de Outubro, vai participar na prova TransPeneda-Gerês. Esta prova consiste num percurso com dificuldades extremas e com uma extensão de 165 km. Um desafio às capacidades físicas e psicológicas dos participantes que terá início no Castelo de Melgaço e que terminará no Castelo de Montalegre.

 

Nuno Monteiro revela que sente que está ao seu “nível máximo” e que o seu sonho é terminar estas “míticas 100milhas (160km)” para mostrar a todos que “os bombeiros não só são duros no combate como são duros também físicamente”.

O Portal Bombeiros.pt, e toda a sua equipa, deseja ao Nuno Monteiro a maior força durante esta prova, que ele assume ser “o maior desafio da sua vida”.

 

About author

Daniel Rocha

Daniel Rocha

Nasceu na Guarda. Para além da vida de professor, dedica-se a muitas outras actividades. A sua ligação e gosto pelo mundo da imprensa levaram-no a ser colaborador da Rádio Altitude (Guarda) e do jornal Notícias de Gouveia (Gouveia).