Todos os anos é a mesma ladainha

0
Sérgio Cipriano

Sérgio Cipriano

Por esta altura de Maio, os órgãos de comunicação social enchem-se de palavras bonitas, palavras que enchem o ego de uns, que enganam outros e que leva à lembrança daqueles que assistiram no ano passado à mesma ladainha.

São palavras que arregalam os olhos daqueles que não percebem nada disto e na tentativa de convencer os que vão lidando com bastidores desta desgraça.

Esta necessidade de dizer que está tudo bem preparado, que temos os meios todos, mais esta formação e aquela, que temos mais não sei quantos homens, mais isto e mais aquilo, parece a conversa de quem se quer livrar de responsabilidades caso o São Pedro adormeça, podendo assim afirmar “fizemos tudo o que estava ao nosso alcance”.

Tretas é o que é…

Todos nós somos agentes de Proteção Civil, todavia, é preciso dizer que há responsáveis por estes agentes, que vai desde o simples presidente de junta até presidente da república. O poder politico local e inter-municipal, salvo raras exceções, não está preparado e não faz a mínima ideia de como funciona o sistema de Proteção Civil em Portugal. Falo concretamente da missão que é confiada a cada um desses responsáveis políticos. Por outro lado, estes, para alem do conhecimento não abonar a seu favor, para ajudar à festa, não dispõem dos meios técnicos e financeiros para uma boa e conveniente silvicultura preventiva.

Em Portugal, por onde vou passando, vejo faixas de contenção cheias de mato, habitações rodeadas de pólvora e que não cumprem a legislação, hectares e hectares de floresta que teima em não ficar ordenada, plantações clandestinas, abandono de terras outrora cultivadas… E a sensibilização? Bom, esta todos os anos me surpreende, não fosse este ano a GNR fazer qualquer coisa para limpar a imagem dos agentes de Proteção Civil.

Todos os anos apontamos o dedo à falta de ordenamento do território, outros, acusam os bombeiros de estarem mal preparados, das suas comunicações deficientes… por outro lado, dizem por aí que o grande número de ignições leva à falta de capacidade de resposta, mas, paradoxalmente “…está tudo bem preparado e temos todos os meios necessários…”

Desculpas é o que é…

Estou certo que muitos devem dormir toda a noite com a plena consciência de que tudo fizeram para que este ano não tenhamos exemplos como os dos anos anteriores, mas, também estou convicto que muitos devem passar a noite em claro pela insegurança e pela consciência de que muito há para fazer. Quero acreditar nisso!

 

 




Sobre quem enviou a noticia

Sérgio Cipriano

Sérgio Cipriano

Natural de Gouveia e licenciado em Comunicação Multimédia pelo Instituto Politécnico da Guarda. Ingressou nos bombeiros com apenas 13 anos de idade e hoje ocupa o cargo de sub-chefe. É um dos fundadores da Associação Amigos BombeirosDistritoGuarda.com e diretor de informação do portal www.bombeiros.pt, orgão reconhecido pela Entidade Reguladora para a Comunicação Social.