Sou candidato à Liga dos Bombeiros Portugueses… Tenho o seu apoio?

0

Três anos nos separam do XLIII Congresso Ordinário realizado em Fafe, altura pela qual se realizaram as últimas eleições que reelegeram pela 3.ª vez o Comandante Jaime Marta Soares.

Se chegou até aqui, não desista, leia até ao fim!

Quando Jaime Marta Soares foi pela primeira vez candidato à Liga dos Bombeiros Portugueses, foi por muitos aclamado “o desejado”. Desejado porque, no seio dos bombeiros portugueses, o então comandante e presidente da associação humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vila Nova de Poiares (para alem de outros cargos que todos conhecem) era uma personalidade bastante interventiva e fraturante nas temáticas que preocupavam os bombeiros portugueses à época.

A forma inflamada como falava provocou nos bombeiros a sensação de que era desta, era desta que teríamos um homem dos nossos a defender a causa do voluntariado. Na minha opinião, Jaime Marta Soares subiu então ao poder da Liga dos Bombeiros Portugueses à custa de uma imagem travestida!

Nove anos passaram desde a sua primeira eleição e, se há 3 anos já havia motivos para fazer um balanço dos seus mandatos, agora, creio, que está mais do que justificado esse balanço! Porém não serei eu a fazê-lo. Isso caberá a quem tem poder de voto e, como sabem, nem todos os sócios (espantem-se!) têm esse direito!

Muitos poderão argumentar que “se ele ganhou tem legitimidade…”! Não é bem assim! Quando a sufrágio se apresentam dois candidatos “maus”, a tendência é escolher o menos “mau”, pois alguém tem que ser eleito (ironia!).

Ora… era aqui que eu queria chegar! No seio dos Bombeiros Portugueses há inúmeras pessoas que, pela sua capacidade de organização, carácter, conhecimento técnico, pela sua imagem e especialmente pela sua visão de futuro dos bombeiros, se colocam numa posição privilegiada para assumir a liderança da Liga dos Bombeiros Portugueses. Qual será então o receio de avançarem? Têm medo de perder? Têm medo de represálias? Ou o seu partido não deixa que sejam candidatos?

Estamos às portas de uma nova eleição, mas ainda não se fala em candidatos (talvez nos bastidores…). No entanto, meus amigos, se a aposta recair novamente sobre um candidato a cheirar a mofo, meus caros, é a morte dos bombeiros voluntários conforme os conhecemos!

Os bombeiros voluntários precisam de se afirmar e, para isso, necessitam urgentemente de uma entidade, autónoma à ANEPC, capaz de: comandar, reestruturar os corpos de bombeiros e dinamizar a comunicação/imagem a uma só voz.

Eu sei que todos gostariam que eu fosse candidato (ironia!), mas infelizmente não sou. Mas, se um dia for, espero que alguém me alerte do mofo que possa vir a ter!

Era só isto, por agora!

 

 

About author

Sérgio Cipriano

Sérgio Cipriano

Natural de Gouveia e licenciado em Comunicação Multimédia pelo Instituto Politécnico da Guarda. Ingressou nos bombeiros com apenas 13 anos de idade e hoje ocupa o cargo de sub-chefe. É um dos fundadores da Associação Amigos BombeirosDistritoGuarda.com e diretor de informação do portal www.bombeiros.pt, orgão reconhecido pela Entidade Reguladora para a Comunicação Social.