“missão de sucesso é aquela em todos os membros da equipa regressam a casa, ilesos”

0

calinasCaríssimos Camaradas,

Certamente que após o Agosto passado e por todo o que se passou, no que a nós Bombeiros diz respeito, estarão à espera que esta crónica reflita,

a) a minha critica a esta ou aquela decisão operacional;

b) a minha critica a este ou aquele decisor Operacional ou Politico;

c) a minha critica à reiterada falta de planeamento Logístico e respectivo apoio às operações;

d) a minha critica à pouca importância que têm as regras de higiene e segurança nas operações de Bombeiros;

e) a minha critica aos Dirigentes Políticos Municipais pelo total desconhecimento pela legislação que regula a Protecção Civil e socorro à População;

f) a minha critica ao faz de conta e à contra informação, tratando a população como inimigos e/ou ignorantes;

g) a minha critica aos lobys e jogos de interesses em que se tornou o “sector dos Bombeiros”;

h) a minha critica à falta de vontade de mudar;

Mas não, esta minha crónica vai simplesmente reflectir o meu agrado e respeito pelo modo como mais uma vez os Bombeiros Voluntários Portugueses responderam de um modo abnegado, pronto e extremamente competente às milhares de ignições que ocorreram durante o mês de Agosto.

Mesmo estando sujeitos a inúmeros condicionalismos, decisões desconexas e/ou aproveitamentos, provaram que estão sempre disponíveis e executar competentemente aquilo que melhor que ninguém sabem fazer.

Pena, temos todos nós, que nem todos os outros “actores” (que por vezes se assumem como prima donas da companhia) tenham estado a este melhor nível, complicando o fácil e tornando o difícil em impossível.

Certamente que havendo vontade, porque não deverá ser à falta de saber, após este mês de Setembro iremos saber dos resultados daquilo que correu menos bem e daquilo que correu bem.

Iremos certamente também saber das medidas correctivas no sentido de numa próxima vez o que correu menos bem, correr bem e o que correu bem, correr melhor e tornar rotina.

Aguardemos então cordialmente estas atitudes por quem de direito, sendo certo que mesmo a cordialidade, paciência e educação que são inatas aos Bombeiros Voluntários, não impedirão que perante a desconsideração e esquecimento, dos responsáveis por tais acções, uma resposta com atitude e veemência nos locais adequados ou mesmo se assim nos obrigarem, publicamente.

A memória e o respeito por aqueles que durante este verão caíram em combate a isso nos obriga, e todos juntos certamente que saberemos honrar esses nossos Camaradas.

Como o verão ainda não acabou reforço o meu desejo que todos nós executemos as nossas missões sempre com o sentimento de estar a levar a cabo o “combate” de um modo seguro e que permita sempre que essas missões sejam consideradas de sucesso.

Isto partindo sempre do princípio que uma “missão de sucesso é aquela em todos os membros da equipa regressam a casa, ilesos”

 

Os meus sinceros e respeitosos cumprimentos a todos,

António José Marques das Neves Calinas
Bombeiro de 2ª

 

 

About author

Sérgio Cipriano

Sérgio Cipriano

Natural de Gouveia e licenciado em Comunicação Multimédia pelo Instituto Politécnico da Guarda. Ingressou nos bombeiros com apenas 13 anos de idade e hoje ocupa o cargo de sub-chefe. É um dos fundadores da Associação Amigos BombeirosDistritoGuarda.com e diretor de informação do portal www.bombeiros.pt, orgão reconhecido pela Entidade Reguladora para a Comunicação Social.