Presidente da ENB poderá estar de saída

0

manual_primeiros_socorrosEm 2014, a Escola Nacional de Bombeiros (ENB) terá recebido da Autoridade Nacional de Proteção Civil cerca de 14 milhões de euros para o pagamento de formações, equipamentos e vencimentos.

O Ministério das Finanças, quer agora, segundo apurou o «Boca» d’ Incêndio, apurar quem são afinal os funcionários que, trabalham na Quinta do Anjinho em Sintra, sede da atual estrutura.

Na origem desta auditoria, segundo apurou a nossa redação, está uma denúncia feita pelo sindicato dos operadores dos centros distritais de operações e socorro, que alegam que, dos 14 milhões que são transferidos para a ENB, cerca de 5 milhões são para pagar os seus vencimentos, mas, o sindicato refere que os operadores dos CDOS não recebem esse montante.

Em comunicado ao ministério das finanças, João Martelinho do sindicato dos trabalhadores, sugere que seja feita uma auditoria às finanças da instituição, denunciando que, “…é desconhecimento de um grande número de pessoas o orçamento anual da instituição”, apesar de “ser uma instituição de utilidade pública e financiada pelo estado português através de transferências da ANPC”, referiu.

O mesmo sindicato, numa entrevista exclusiva ao «Boca» d’ Incêndio, chegou mesmo a referir que, “a ANPC não quer contratualizar diretamente com os funcionários do CDOS, porque desta forma permite uma flexibilidade maior para a prática deeeee coiso”, rematou.

O «Boca» d’ Incêndio tentou obter reações do presidente da ENB, José Ferreira não sendo possível o contato, a desculpa avançada à nossa redação pela sua secretária, foi que, José Ferreira estaria ocupado a preparar uma possível recandidatura à câmara de Porto-Mós, onde terá perdido as eleições para o traidor do seu vice-Presidente, que, não concordando com a gestão financeira de José Ferreira, avançou nas últimas legislativas com uma candidatura independente mas apoiada pelo PS.

A mudança de governo receou José Ferreira, que segundo uma fonte próxima do atutal presidente da ENB, estará para breve a sua saída da instituição, por pressões do atual presidente da câmara de porto Mós, junto de António Costa atual primeiro ministro e secretário geral do PS.

 




Sobre quem enviou a noticia

«Boca» d’ Incêndio

«Boca» d’ Incêndio

A «Boca» d’ Incêndio é o nome que intitula uma rubrica humorista do portal bombeiros.pt. Jornalistas e bombeiros desenvolvem semanalmente notícias humorísticas que “esmiúçam” os bastidores do mundo dos Bombeiros Portugueses e da Proteção Civil. Apesar de devidamente identificada como «Boca» d’ Incêndio, esta rubrica leva a que alguns dos nossos leitores acreditem no seu conteúdo, derivado à proximidade das notícias com a realidade. No entanto, todas as notícias publicadas na «Boca» d’ Incêndio são puramente ficcionais ou não e não pretendem mais do que trazer sorrisos e bom humor ao universo dos Bombeiros Portugueses e da Proteção Civil. Sorria e esteja atento às madrugadas de Sábado, no momento em que a «Boca» d’ Incêndio jorrará!