Os Bombeiros “revoltam-se” mas o governo justifica o valor de 1,87€ pago nas ECIN’s

0

Sem Título-1A contestação tem sido enorme quer nas redes sociais quer por parte de alguns comentadores televisivos.

Ao que tudo indica, a revolta dos voluntários surge após a divulgação de uma notícia publicada por um órgão de comunicação social, que deu conta, que os presidiários vão receber 2,25€/hora para limpar as praias. Os voluntários fizeram comparações da missão que lhes é confiada, não gostaram, mas, ao que parece a contestação não vai além de umas meras publicações nas redes sociais, dado que, vão continuar a fazer serviço e quanto a manifestações, nem pensar nesta altura.

A «Boca» d’Incêndio contactou um bombeiro que nos referiu “eu fui um dos que se manifestou no Facebook, mas está fora de questão alinhar num movimento de greve, dado que, o dinheirito pouco ou muito, sempre vai dando jeito e o comandante pode deixar de me colocar de serviço” referiu um bombeiro conformado e com receio que a «Boca» d’Incêndio mencionasse o seu nome nesta notícia.

Já outro bombeiro referiu-nos que “os comandantes é que podiam fazer alguma coisa, mas esses estão como nós, se falam muito deixam de ganhar igualmente” acrescentando ainda que “isto está bom é para a liga de bombeiros, falam, falam e não os vejo a reivindicar nada, mesmo em ano de eleições para a presidência do conselho”.

A «Boca» d’Incêndio contactou o gabinete do Ministério da Administração Interna e apurou que, o valor pago aos bombeiros voluntários não serve para os remunerar, dado que, “esta compensação trata-se de um valor que os voluntários recebem caso faltem ao trabalho no dia seguinte” no entanto, como a incerteza do serviço é enorme “o governo decidiu há muitos anos, pagar este valor todos os dias” referiu o chefe do gabinete da Ministra Anabela Rodrigues.

Contactada a Direção Nacional de Bombeiros, a «Boca» d’Incêndio apurou que “o que os bombeiros recebem é o valor justo, os elementos que constituem as ECIN’s não podem ver isto como o seu emprego” por outro lado, referiu Pedro Lopes, responsável por esta unidade da Autoridade Nacional da Proteção Civil, “os bombeiros não se podem esquecer que são voluntários e do propósito da sua entrada nos corpos de bombeiros”, referiu.

Apesar das contestações do valor atribuído aos voluntários ser alvo de críticas todos os anos, a passividade dos bombeiros é sempre a mesma, no entanto, a «Boca» d’Incêndio sabe que a poeira levanta sempre quando existem comparações como o exemplo referido nesta notícia.
É caso para se dizer, “Mais vale um pássaro na mão do que dois a voar”.

 

 




Sobre quem enviou a noticia

«Boca» d’ Incêndio

«Boca» d’ Incêndio

A «Boca» d’ Incêndio é o nome que intitula uma rubrica humorista do portal bombeiros.pt. Jornalistas e bombeiros desenvolvem semanalmente notícias humorísticas que “esmiúçam” os bastidores do mundo dos Bombeiros Portugueses e da Proteção Civil. Apesar de devidamente identificada como «Boca» d’ Incêndio, esta rubrica leva a que alguns dos nossos leitores acreditem no seu conteúdo, derivado à proximidade das notícias com a realidade. No entanto, todas as notícias publicadas na «Boca» d’ Incêndio são puramente ficcionais ou não e não pretendem mais do que trazer sorrisos e bom humor ao universo dos Bombeiros Portugueses e da Proteção Civil. Sorria e esteja atento às madrugadas de Sábado, no momento em que a «Boca» d’ Incêndio jorrará!