Mais de metade dos veículos de combate a incêndios afastados do DECIF2015

0

classico soitoNovas regras de segurança impostas pelo ministério da Administração Interna, associadas ao tempo de vida útil dos veículos de combate a incêndios, vão impedir que mais de metade dos veículos dos bombeiros portugueses possam dar o contributo na época de incêndios de 2015.

A exigência de haver uma gestão dos veículos dos Bombeiros Portugueses mais eficaz é antiga e muitas são as críticas ao pouco investimento feito a este nível. Daí que, disse a ministra da administração Interna ao «Boca» d’Incêndio, “tenha havido um grande esforço para dar estas novas regras à luz, sendo agora o prazo de vida de um veículo de combate a incêndios de 5 anos.” Afirmando, em êxtase absoluto, que “os bombeiros vão ter sempre popós novos” e demonstrando satisfação pela resolução atingida.

O problema, desconhecia a senhora ministra, é que as novas regras que já foram publicadas em Diário da República no dia 2 de Abril, no despacho 506665 de 2015, impedem que os actuais veículos sejam utilizados no combate aos incêndios deste ano.

Confrontados pelo «Boca» d’Incêndio sobre este assunto, os presidentes das associações de bombeiros consideram que “é impossível um combate eficaz neste ano, pois não temos veículos para compormos o que a DON-DECIF 2015 exige dos bombeiros”. Questionados sobre a forma de resolver este problema, estes responsáveis afirmaram que “as forças policiais devem ser impedidas de exigir a documentação dos veículos durante este ano, não podendo aplicar multas às associações de bombeiros”. Algo que, percebeu o «Boca» d’Incêndio no contacto com a GNR e a PSP, “não irá acontecer”. Os responsáveis destas duas forças reiteram “o empenhamento em aplicar a lei de forma coerente e correcta, não podendo existir factores preferenciais, para além dos que dizem respeito aos ‘donos do país’.

Entretanto chegou ao «Boca» d’Incêndio, da parte de um bombeiro que também pertence a uma das forças policiais, uma leitura diferente das anteriores. Escreve a fonte que “A não concordância dos agentes com o ‘fechar de olhos’ a essa borrada legislativa tem a ver com os novos incentivos aos agentes e guardas. Por cada multa, que pode ir de 500 a 1000 euros pela utilização de veículos com mais de 5 anos, cada agente ou guarda recebe 100 ou 200 euros. Vocês deitavam isto fora?”

O «Boca» d’Incêndio vai continuar a tentar perceber as reais implicações destas regras que, certamente, farão o fogo alastrar ainda mais.

Entra na página do Facebook do Portal Bombeiros.pt (https://www.facebook.com/www.Bombeiros.pt), faz “Gosto” e conhece em primeira mão todas as notícias que o «Boca» d’Incêndio tem para te oferecer!

Envia-nos também as notícias e fotos do teu corpo de bombeiros ou de outras forças operacionais para redacao@bombeiros.pt e ajuda a manter informados todos os Bombeiros Portugueses!

A inovação na informação passa por ti!

 




Sobre quem enviou a noticia

«Boca» d’ Incêndio

«Boca» d’ Incêndio

A «Boca» d’ Incêndio é o nome que intitula uma rubrica humorista do portal bombeiros.pt. Jornalistas e bombeiros desenvolvem semanalmente notícias humorísticas que “esmiúçam” os bastidores do mundo dos Bombeiros Portugueses e da Proteção Civil. Apesar de devidamente identificada como «Boca» d’ Incêndio, esta rubrica leva a que alguns dos nossos leitores acreditem no seu conteúdo, derivado à proximidade das notícias com a realidade. No entanto, todas as notícias publicadas na «Boca» d’ Incêndio são puramente ficcionais ou não e não pretendem mais do que trazer sorrisos e bom humor ao universo dos Bombeiros Portugueses e da Proteção Civil. Sorria e esteja atento às madrugadas de Sábado, no momento em que a «Boca» d’ Incêndio jorrará!