Prevenção e controlo de Legionella nos sistemas de água

0

prevencao da LegionellaO documento que se segue foi por Maria João Benoliel (Empresa Portuguesa das Águas Livres, S.A., Ana Luísa (Universidade Nova de Lisboa) e Paulo Diegues (Direcção-Geral da Saúde), no que diz respeito à prevenção e controlo de Legionella nos sistemas de água.

Este aborda a manutenção, limpeza e desinfeção de sistemas e de equipamentos (sistemas de arrefecimento, redes prediais de água quente e de água fria, sistemas de água climatizada de uso recreativo), a análise de risco, e os métodos de amostragem e de ensaio da Legionella.

Para serem eficazes, as ações preventivas devem ser exercidas, desde a conceção das instalações até à sua operação e manutenção.

Os protocolos de operação e manutenção devem ter como base um bom conhecimento de todo o sistema e equipamentos, abrangendo uma inspeção regular a todas as partes do sistema, um programa de controlo e de tratamento da água do ponto de vista físico-químico e microbiológico, um programa de limpeza e desinfeção de todas as instalações e, por fim, a existência de um livro de registo sanitário para cada um destes protocolos.

Pretende-se desta forma apresentar um conjunto de recomendações, que devem ser seguidas por projetistas, donos de obra e responsáveis por instalações, de modo a evitar a proliferação de Legionella pneumophila. As recomendações aqui apresentadas devem ser complementadas com o disposto na legislação em vigor e recomendações da Direcção Geral da Saúde.

Prevenção e controlo de Legionella nos sistemas de água

Os Manuais permitem aprofundar a informação habitualmente contida em outros guias, catálogos e publicações técnicas editadas.




Sobre quem enviou a noticia

luis.andrade

luis.andrade

É natural da Guarda e Licenciado em enfermagem, tendo obtido também uma pós-graduação em Urgência e Emergência Hospitalar e uma pós-licenciatura de Especialização em Enfermagem em Saúde Mental e Psiquiatria. Durante a frequência do curso de licenciatura em enfermagem, colaborou, como voluntário, na delegação da Guarda da Cruz Vermelha Portuguesa. Na atualidade exerce a profissão de enfermeiro no Funchal e integra a corporação dos Bombeiros Madeirenses, onde ocupa o posto de subchefe equiparado.