Peças Land Rover: Em Nome dos Bombeiros Portugueses

0

Foi um dos grandes momentos do ano que passou para a empresa Peças Land Rover e um trabalho que se projectou para a imensa segurança e eficiência durante os trabalhos de combate a incêndios mas também pela irresistível atracção visual que proporcionou aos Bombeiros Voluntários de Famalicão da Serra (Guarda) em cada Teatro de Operações.

Durante a época de incêndios de 2015, o VLCI03 de Famalicão da Serra ficou marcado pela violência dos incêndios que atingiram os distritos da Guarda e de Castelo Branco, áreas operacionais onde este Corpo de Bombeiros tem o maior número de actuações. Esse facto levou a que uma lateral do veículo que ficou afectada tivesse de ser intervencionada com alguma profundidade e com urgência. Tendo a empresa Peças Land Rover conhecimento disso e de algumas fragilidades que o veículo vinha apresentando ao longo dos anos pela sua menos correcta transformação inicial, houve no início de 2016 o compromisso de analisar e de transformar tudo aquilo que estivesse incorrecto e que colocasse em causa a segurança daqueles bombeiros.

O veículo em causa é um Land Rover Defender 130 Td5 Crew cab com matrícula de 1999. Durante cerca de 13 anos foi o único veículo com o qual a corporação contou para o combate a incêndios (florestais e urbanos) mas também para todo o tipo de serviço em que as dificuldades do terreno ou da missão exigiam um veículo com capacidade para chegar onde mais nenhum poderia chegar. Até ao ano de 2016, este veículo nunca sofrera grandes transformações ao nível da estabilidade e imagem, pautando-se por ter apenas algumas transformações na caixa de transporte de material e na colocação de uma moto-bomba independente.

Na sua parte mais visível, a empresa Peças Land Rover montou um conjunto de rocksliders BOLT EQUIPMENT, de última geração, que protegem toda a lateral inferior do veículo e que permitem posteriormente a aplicação de roll-bar exterior, proporcionando ao veículo um aspecto altamente atractivo e clássico. Para além dessa transformação mais visível na lateral do veículo, foi também aplicado um conjunto de protecção de barras de direcção Bolt Equipment.

Uma das transformações mais visíveis e mais apreciadas por todos é a operada na suspensão traseira. Aqui houve a aplicação de molas duplas  HD (especiais para este tipo de utilização) e amortecedores reforçados, por forma a melhorar o comportamento dinâmico do veículo. Este tipo de veículo é frequentemente usado por diversas corporações nacionais (havendo centenas de veículos que sofrem do mesmo mal) devido à sua fiabilidade, porém a estrutura do carro não é preparada para o peso que é atingido em ordem de marcha urgente, situação em que com o tanque cheio e com uma equipa de 5 homens o veículo suporta um peso de aproximadamente 4.5 toneladas. A empresa Peças Land Rover ofereceu assim a este veículo uma solução que permite minimizar o adornar do veículo em estrada, mantendo as mesmas prestações de excelência fora de estrada (cruzamento de eixos). Esta solução “apenas” mecânica possui um elevado índice de fiabilidade comparado com outras soluções por vezes aplicadas nestas viaturas e o feedback da corporação foi excelente.

Para além da resolução destes problemas estruturais, a empresa executou também a revisão integral ao motor do veículo com substituição de todos os filtros e consequente diagnóstico electrónico. Também os plásticos de acabamento e pormenores estéticos afectados pela radiação recebida num dos incêndios combatidos com esta viatura foram corrigidos e substituídos, fazendo com que a aparência do veículo provoque, nos dia de hoje, um olhar demorado e curioso.

Um trabalho da empresa Peças Land Rover cuidado e pormenorizado que cuidou do veículo com a intenção completa de proteger os tripulantes, pois os bombeiros não podem parar.

 




Sobre quem enviou a noticia

Daniel Rocha

Daniel Rocha

Nasceu na Guarda, mas foi em Famalicão da Serra que cresceu e conheceu o mundo dos bombeiros integrando o corpo activo. É Licenciado em Línguas e Literaturas Modernas, variante de Estudos Portugueses, e possui um Curso de Especialização em Ensino de Português como Língua Estrangeira e Língua Segunda (PLELS), ambos na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (FLUC). Para além da vida de professor, dedica-se a muitas outras actividades, entre as quais o teatro e a escrita, tendo publicado com alguma regularidade desde 2011. A sua ligação e gosto pelo mundo da imprensa levaram-no a ser colaborador da Rádio Altitude (Guarda) e do jornal Notícias de Gouveia (Gouveia).