Tomada de Posse dos Bombeiros Voluntários Flavienses

0
Nuno Coelho Chaves (1)

Presidente Nuno Coelho Chaves

Em comunicado enviado para a redação do Portal Bombeiros.pt tomámos conhecimento da tomada de posse dos órgãos sociais da AHBVF.

Os Órgãos Sociais da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários Flavienses (AHBVF), eleitos para o quadriénio 2016/2020, tomaram posse na tarde de 16 de abril. O novo presidente da associação, Nuno Coelho Chaves, indicou aos presentes alguns dos objetivos para o mandato.

Mais de uma centena de pessoas marcaram presença no Salão Nobre dos Bombeiros Voluntários Flavienses, entre as quais o presidente da Câmara Municipal de Chaves, António Cabeleira, o comandante operacional distrital de Vila Real, Álvaro Ribeiro, e a deputada à Assembleia da República, Manuela Tender. A Liga dos Bombeiros Portugueses esteve representada pelo tenente-coronel José Fernandes.

O secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes, não pôde estar presente, mas enviou uma mensagem oficial desejando sucesso “aos dirigentes que iniciam as suas funções”. Diversas entidades civis, militares e religiosas do concelho fizeram-se representar, assim como a corporação dos Bombeiros Voluntários Flavienses.

Salão Nobre

Salão Nobre

Perante este auditório, Nuno Coelho Chaves garantiu que os novos órgãos sociais estão conscientes do “desafio de estruturar uma instituição humanitária de cariz voluntário, que tenha como pilar fundamental um corpo de bombeiros mais capaz de enfrentar a adversidade, mais resiliente e mais solidário”.

Lembrou que, no ano passado, a atividade da associação traduziu-se em “3 800 serviços, que originaram um percurso de 550 000 km”. Tudo isto fruto de 21 000 horas de intervenção e mais de 40 000 horas de voluntariado por parte de bombeiros que “de forma solidária, desinteressada e altruísta contribuíram para a segurança, proteção e bem-estar das populações”.

Para além de mostrar agrado “por a tutela ter anunciado a reposição de alguns incentivos e a criação de outras medidas de apoio ao voluntariado”, reivindicou o reforço da verba atribuída pela Câmara Municipal de Chaves e “a definição de critérios na sua distribuição, que atentem nas especificidades de cada uma das corporações e nos investimentos necessários, para que possam servir a população de forma competente e capaz”.

Aproveitando a presença do presidente da câmara, Nuno Coelho Chaves solicitou a disponibilidade e empenho da autarquia para “protocolarmos com a Autoridade Nacional de Proteção Civil a constituição de uma Equipa de Intervenção Permanente”.

Comandante José Lima

Comandante José Lima

O comandante dos Bombeiros Voluntários Flavienses, José Lima, também deu voz a esta pretensão, que assumiu de imediato quando tomou posse, em março do ano passado. Considerou ainda que o novo presidente da AHBVF “sabe da importância que assume a obtenção de receitas, de modo a obter recursos financeiros suficientes para manter os meios operacionais”.

Depois de assegurar “toda a lealdade e colaboração por parte do comando”, José Lima terminou o discurso a reforçar “orgulho imenso nas bombeiras e bombeiros” que tem sob o seu comando.

Daniel Esteves (1)

Adjunto Daniel Esteves

Daniel Esteves toma posse como Adjunto de Comando

O quadro de comando dos Bombeiros Voluntários Flavienses (BVF) foi reforçado com Daniel Esteves, que a 16 de abril tomou posse como novo Adjunto de Comando. Voluntário na corporação há 13 anos, os últimos dois enquanto funcionário, o empossado manifestou desejo de “ser uma mais-valia” no desempenho das novas funções.

O comandante José Lima justificou a escolha “pela competência operacional, espírito de liderança e personalidade do Daniel”. Lembrou que as novas funções “obrigá-lo-ão a que o seu horário de trabalho vá muito além do horário de funcionário, tendo de estar disponível 24 horas por dia, sacrificando muitas vezes a vida pessoal e familiar”.

Na tarde em que os novos Órgãos Sociais da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários Flavienses também tomaram posse, os elementos presentes no Salão Nobre dos Bombeiros Voluntários Flavienses dedicaram um aplauso a Daniel Esteves.

Fonte:  Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários Flavienses

Sobre o autor

Ana Romaneiro

Ana Romaneiro

Nasceu em Évora onde cresceu e estudou. Desde muito cedo que partilha o gosto pela informática, que, a levou a tirar um curso profissional técnico de Gestão de Sistemas Informáticos, profissão que exerce na atualidade. A sua ligação aos bombeiros surge aos 13 anos ao entrar na fanfarra dos Bombeiros de Évora, onde permaneceu até 2013. Na atualidade integra a corporação os Bombeiros de Reguengos de Monsaraz, no posto de bombeira de 2º.