Proteção civil distrital reúne no Montijo

0

protc3-1728x800_cA freguesia de Canha, no concelho do Montijo, recebeu, no dia 13 de julho, uma reunião descentralizada do Centro de Coordenação Operacional Distrital da Autoridade Nacional de Proteção Civil.

Nas instalações dos Bombeiros Voluntários de Canha, os vários agentes e intervenientes no dispositivo de proteção civil do distrito realizaram um briefing técnico e operacional da atividade ocorrida na semana de 6 a 12 de julho.

Como responsável máximo da proteção civil no Município do Montijo, o presidente da Câmara Municipal do Montijo, Nuno Canta, marcou presença na reunião, tendo evidenciado a importância do envolvimento de todos na proteção civil: “é preciso criar uma cultura de participação das pessoas e dos agentes económicos nas questões relacionadas com a proteção civil”.

O presidente da câmara relembrou, ainda, outra questão fulcral em matéria de proteção civil: “o ordenamento do território deve ser desenvolvido de forma a preservar a segurança das pessoas e a minimizar os riscos para a comunidade. Este é um trabalho, em primeiro lugar dos autarcas, mas também é necessário que os agentes da proteção civil debatam estas questões”, afirmou.

A comandante Patrícia Gaspar, do Comando Distrital de Operações de Socorro de Setúbal (CDOS), iniciou os trabalhos agradecendo a “disponibilidade dos municípios para participar nestes briefings”. De seguida, o CDOS de Setúbal e os restantes agentes da proteção civil presentes informaram da sua atividade durante a passada semana, tendo o CDOS revelado que ocorreram 46 incêndios rurais no distrito, no referido período.

A reunião de trabalho terminou com uma visita ao parque de viaturas dos Bombeiros Voluntários de Canha, para aferir os meios operacionais existentes nesta corporação de bombeiros do concelho do Montijo.

Fonte: distritonline.pt

Sobre o autor

Ana Romaneiro

Ana Romaneiro

Nasceu em Évora onde cresceu e estudou. Desde muito cedo que partilha o gosto pela informática, que, a levou a tirar um curso profissional técnico de Gestão de Sistemas Informáticos, profissão que exerce na atualidade. A sua ligação aos bombeiros surge aos 13 anos ao entrar na fanfarra dos Bombeiros de Évora, onde permaneceu até 2013. Na atualidade integra a corporação os Bombeiros de Reguengos de Monsaraz, no posto de bombeira de 2º.