Portugueses nos EUA angariaram 34 mil euros para bombeiros de Portugal

0

naom_57ab515a7b74fA comunidade portuguesa residente no estado de Nova Iorque, nos Estados Unidos, angariou 34 mil euros que hoje foram entregues, em Lisboa, aos bombeiros portugueses, em resposta aos incêndios do verão passado.

Numa cerimónia realizada hoje nos Bombeiros Voluntários Lisbonenses, quatro representantes da comunidade portuguesa do estado de Nova Iorque, onde residem 65 mil portugueses (com nacionalidade), entregaram o cheque de 38 mil dólares (cerca de 34 mil euros) ao presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses.

Em declarações aos jornalistas, no final da cerimónia, Isabel Marques, presidente da New York Portuguese-American Leadership Conference, que agrega 62 organizações do estado de Nova Iorque, frisou que “os portugueses que estão nas comunidades não são indiferentes ao que se passa em Portugal”.

Ora, “os incêndios de verão foram muito trágicos” e “muitos portugueses estavam cá de férias em Portugal”, recordou. E, acrescentou, o respeito para com a polícia e os bombeiros “é incutido nas crianças desde pequeninas” nos Estados Unidos.

O que começou como um jantar de sexta-feira para angariar uma quantia simbólica transformou-se num evento que juntou 340 pessoas, replicado noutro, que resultou na angariação de 38 mil dólares.

Os doadores não sabem para onde irá o dinheiro, mas esperam que seja distribuído pelos bombeiros que “têm mais dificuldades”, frisou Isabel Marques.

“Os portugueses têm um coração do tamanho do mundo”, resumiu o secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, em declarações aos jornalistas, no final da cerimónia.

“Esta é mais uma iniciativa que se inscreve nessa solidariedade automática, mecânica, que os portugueses que estão no mundo desenvolvem para apoiar os portugueses em maiores dificuldades”, considerou José Luís Carneiro.

Fonte: Notícias ao Minuto

Sobre o autor

Ana Romaneiro

Ana Romaneiro

Nasceu em Évora onde cresceu e estudou. Desde muito cedo que partilha o gosto pela informática, que, a levou a tirar um curso profissional técnico de Gestão de Sistemas Informáticos, profissão que exerce na atualidade. A sua ligação aos bombeiros surge aos 13 anos ao entrar na fanfarra dos Bombeiros de Évora, onde permaneceu até 2013. Na atualidade integra a corporação os Bombeiros de Reguengos de Monsaraz, no posto de bombeira de 2º.