Nova Direcção dos Bombeiros da Mealhada quer investir 710 000 Euros

0

bombeiros-mealhada

Menos de quinze dias depois de ser tomado posse, a nova direcção dos Bombeiros Voluntários da Mealhada, liderada por Nuno Castela Canilho, apresentou aos sócios o Plano de Actividades e o Orçamento para o ano de 2016, com um montante global de mais de 460 mil euros e uma previsão de investimentos na casa dos 710 mil euros, 86,62% dos quais provenientes de fundos comunitários.

O plano de actividades da associação foca-se, em 2016, na palavra “investimento”. “Investimento em encontrar novas formas de financiamento, infra-estruturas e equipamentos, na formação dos bombeiros e na sua operacionalidade, no contacto com a comunidade, no capital cívico da associação”, afirma Nuno Castela Canilho.

No que diz respeito aos investimentos, a aposta para 2016 é a formação dos bombeiros – em Tripulantes de Ambulâncias de Socorro, novos bombeiros e combate a fogos urbanos e industriais – equipamento básico, equipamento de transporte e a requalificação do quartel. O orçamento dos investimentos é de mais de 700 mil euros, sendo que 86,62% deste valor será provenientes de fundos comunitários.

“Ainda não sabemos se o nosso quartel está ou não no lote dos que serão apoiados no concurso que abriu em meados do ano de 2015 e para o qual nos candidatámos. Temos a esperança que o possa ser, mas sabemos que o total dos projectos candidatos custaria cinco vezes mais do que o total orçamentado para o concurso, adianta Nuno Castela Canilho.

Na sua intervenção, Marco Braga, presidente da Federação dos Bombeiros do Distrito de Aveiro declarou que o presidente dos Bombeiros da Mealhada, que naquele momento tomava posse para um segundo mandato, era o mais jovem presidente do distrito de Aveiro.

Sobre o autor

Ana Romaneiro

Ana Romaneiro

Nasceu em Évora onde cresceu e estudou. Desde muito cedo que partilha o gosto pela informática, que, a levou a tirar um curso profissional técnico de Gestão de Sistemas Informáticos, profissão que exerce na atualidade. A sua ligação aos bombeiros surge aos 13 anos ao entrar na fanfarra dos Bombeiros de Évora, onde permaneceu até 2013. Na atualidade integra a corporação os Bombeiros de Reguengos de Monsaraz, no posto de bombeira de 2º.