Biblioteca dos Bombeiros da Trofa aberta de 2.ª a 6.ª feira (c/video)

0

Biblioteca-Bombeiros-

Uma biblioteca com as estantes repletas de sabedoria. Livros, jornais, enciclopédias e revistas que os Bombeiros Voluntários da Trofa foram recebendo e que agora formam um já vasto espólio. A biblioteca dos Bombeiros não é de agora, já conta com cerca de 20 anos, mas desde janeiro de 2016 que 11 voluntários se organizam por turnos para manter as portas abertas de segunda a sexta-feira.

Localizada no primeiro andar do quartel dos Bombeiros, as portas da biblioteca abrem-se às 10.30 horas para “toda a população da Trofa”. “Qualquer jovem que queira vir estudar tem a porta aberta e silêncio absoluto” e, “se tiver necessidade de colher algumas notas que sejam necessárias, tem na biblioteca aquilo que lhe interessa”. Além dos jovens, “aquelas pessoas que passam o tempo no parque ou no largo do Catulo podem vir ler um bocadinho”, afirmou o presidente dos Bombeiros Voluntários da Trofa, Manuel Dias.

Maria Hermínia Almeida foi a primeira a voluntariar-se para que a biblioteca dos Bombeiros pudesse estar disponível à população, mas na impossibilidade de fazer a gestão sozinha, juntou mais dez pessoas para que “pudessem dar continuidade ao desenvolvimento pessoal, da biblioteca, da população, da cultura e da história da Trofa”, assumiu. Assim, além de Maria Hermínia Almeida, Fernando Jorge, Lurdes Nobrega, Manuel Carvalho, José António Coelho, Paulino Lima, Emília Santos, Maria do Sameiro Carvalho, Esmeraldina Carneiro, Fernando Pimenta e Rosa Maria Costa dedicam parte do seu tempo a este espaço, permitindo que esteja aberto de segunda a sexta-feira entre as 10.30 e as 12 horas e, à tarde, entre as 15 e as 17 horas.

Nas prateleiras da biblioteca pode encontrar “o jornal, um vasto arquivo, DVD para crianças, histórias, literatura, desde a medicina à história ou à culinária, enciclopédias, desde Eça de Queirós a Júlio Dinis, e, ainda, literatura internacional”, informou Maria Hermínia Almeida.

Não há custos para o utilizador, à exceção “de ser feliz em contribuir com a sua leitura” e, caso seja vontade das pessoas, podem ainda “ajudar a Associação Humanitária dos Bombeiros querendo participar como sócio”, acrescentou a voluntária.

Afonso Paiva tem apenas quatro anos e costuma ir à biblioteca dos Bombeiros com o avô. Gosta do espaço, porque tem “muitos livros” de que ele gosta.

Para continuar a preencher as estantes da biblioteca, os Bombeiros Voluntários da Trofa contam com doações de livros que as pessoas possam ter em casa e já não usem.

Para entrar na biblioteca dos Bombeiros Voluntários a única coisa de que as pessoas precisam é apenas da vontade de ler. Para mais informações pode utilizar o e-mail: biblioteca@bombeirostrofa.pt ou o contacto 252 400 700.

Eventos mensais
para promover biblioteca
De forma a dinamizar o espaço, os voluntários vão organizar, todos os meses, um evento, tal como aconteceu na passada sexta-feira, dia 29 de abril, com uma noite dedicada à poesia. Ivo Machado, António Sousa e Carlos Carneiro marcaram presença na noite de poesia que também contou com momentos musicais

Bombeiros procuram novos sócios
A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários da Trofa completa 40 anos no próximo mês de setembro e está, por esta altura, a fazer “a atualização do número de sócio”. Até ao momento “estão registados cerca de nove mil sócios, mas apenas cinco mil estão a pagar as quotas”. Por isso, os Bombeiros aceitam de bom agrado a ajuda de todos aqueles que queiram tornar-se sócios. Além disso, adiantou o presidente dos Bombeiros, estão “a garantir alguns protocolos, principalmente com as óticas e farmácias do concelho da Trofa”, com o objetivo de conseguir “um desconto mais alto” nos produtos que sejam adquiridos por sócios dos Bombeiros.

 

Fonte: O Notícias da Trofa

Sobre o autor

Ana Romaneiro

Ana Romaneiro

Nasceu em Évora onde cresceu e estudou. Desde muito cedo que partilha o gosto pela informática, que, a levou a tirar um curso profissional técnico de Gestão de Sistemas Informáticos, profissão que exerce na atualidade. A sua ligação aos bombeiros surge aos 13 anos ao entrar na fanfarra dos Bombeiros de Évora, onde permaneceu até 2013. Na atualidade integra a corporação os Bombeiros de Reguengos de Monsaraz, no posto de bombeira de 2º.