Bombeiros de Portimão recebem 537 mil euros provenientes da taxa municipal

0
Imagem: Pedro Noel da Luz

Imagem: Pedro Noel da Luz

A taxa municipal de Proteção Civil cobrada pela Câmara de Portimão entre 2014 e 2015 rendeu quase um milhão de euros.

Segundo as contas da autarquia, a que o CM teve acesso, até 15 de abril foi contabilizado um total de 969 449 euros recebidos.

Desse valor, 55% – cerca de 537 mil euros – foram transferidos para os Bombeiros de Portimão. O dinheiro vai servir para despesas operacionais, aquisição e reparação de viaturas, compra de equipamentos e formação.Outra das fatias, cerca de 240 mil euros, vai ser usada em aquisição de material para salvamento e socorro.

O restante dinheiro será canalizado para a Cruz Vermelha, Corpo Nacional de Escutas e Associação dos Produtores Florestais do Barlavento Algarvio.

As contas vão ser apresentadas à população. Segundo a presidente da autarquia, Isilda Gomes, o objetivo “é mostrar onde o dinheiro foi gasto” para que as pessoas avaliem se “foi ou não bem empregue”.

Apesar de ter existido muita contestação, 86% da população pagou a taxa municipal. Foram emitidos 44 419 avisos e pagos 38 211. Falta ainda cobrar uma verba a rondar os 185 mil euros, que a autarquia quer canalizar para “uma conta de emergência para casos de catástrofe”.

Fonte: Correio da Manhã

Sobre o autor

Ana Romaneiro

Ana Romaneiro

Nasceu em Évora onde cresceu e estudou. Desde muito cedo que partilha o gosto pela informática, que, a levou a tirar um curso profissional técnico de Gestão de Sistemas Informáticos, profissão que exerce na atualidade. A sua ligação aos bombeiros surge aos 13 anos ao entrar na fanfarra dos Bombeiros de Évora, onde permaneceu até 2013. Na atualidade integra a corporação os Bombeiros de Reguengos de Monsaraz, no posto de bombeira de 2º.