Serviço Municipal de Protecção Civil de Condeixa-a-Nova passou a integrar o (SIRESP)

0

56d87d061f527O Serviço Municipal de Protecção Civil de Condeixa-a-Nova passou a integrar o Sistema Integrado de Redes de Emergência, Protecção e Socorro (SIRESP), após a aquisição por parte da Câmara Municipal de novos equipamentos, nomeadamente 10 rádios portáteis e 1 rádio móvel do sistema TETRA.

Esta aquisição, realizada nas vésperas do Dia da Proteção Civil, que se assinala esta terça feira, dia 1 de março, permitiu a dotar o Serviço Municipal de uma rede de emergência integrada no sistema nacional, assegurando desta forma a satisfação das necessidades de comunicação existentes entre os diversos agentes de Protecção Civil municipal e distrital e o Serviço Municipal de Protecção Civil em situações de Emergência, Socorro e Segurança.

Os equipamentos foram já colocados à prova no VII Trail de Conimbriga – Terras de Sicó tendo cumprido os objetivos propostos, elevando a capacidade de resposta do município de Condeixa na coordenação e gestão de segurança em eventos daquela dimensão.

«A dimensão de eventos comos o Trail de Conimbriga – Terras de Sicó e a sua dispersão geográfica, que este ano englobava cinco concelhos de dois distritos, representava uma dificuldade acrescida para a coordenação de segurança dos atletas. Houve desde o início uma preocupação de integrar todos os intervenientes nesta missão e isso passava por podermos estar permanentemente em contacto. Os locais de passagem da prova eram muitas vezes de difícil acesso e as redes móveis não conseguiam ter uma cobertura total pelo que a integração destes novos equipamentos revelou-se uma mais valia para a difusão de informação, da segurança e acompanhamento da prova», realçou António Coelho, Comandante Operacional Municipal.

Por seu lado, António Ferreira, vereador com o Pelouro da Protecção Civil da Câmara de Condeixa destacou a importância do investimento no apetrechamento do Serviço Municipal de Protecção Civil para que possa desempenhar as suas funções com qualidade, rapidez e eficiência. «Em situações de catástrofe ou acidente grave sabemos que há uma grande probabilidade de haver falha nas comunicações através dos dispositivos convencionais. A integração destes equipamentos na rede SIRESP vai permitir coordenar melhor as ações a realizar, comunicar melhor com as estruturas distritais de protecção civil e com todos os agentes do município», assegurou o vereador.

Refira-se que a Câmara Municipal já detinha uma rede de comunicações de emergência limitada ao concelho que era utilizada pela corporação de bombeiros. Com a disponibilização da rede SIRESP aos serviços municipais de protecção civil é dado um passo em frente na criação de uma rede nacional de Protecção Civil.

«Dentro das competências do Serviço Municipal de Protecção Civil trabalharemos sempre para elevar os níveis de segurança da população, conscientes de que a ligação de todos os agentes de protecção civil é fundamental na concretização deste objetivo», acrescentou o vereador António Ferreira.

Na última terça feira, dia 1 de março, assinalou-se o Dia da Proteção Civil, efeméride instituída a nível mundial pela Organização Internacional de Proteção Civil (OIPC) e a nível nacional pelo Despacho 6915/2008 de 21 de fevereiro do Ministro da Administração Interna.

Fonte: Município de Condeixa

Sobre o autor

Pedro Fonseca

Pedro Fonseca

É natural e residente em Gouveia, a sua vida profissional está ligada nestes últimos 16 anos à área de consultadoria em seguros. Em 2013 foi fundador da empresa LICATEL - Soluções em Telecomunicações onde é sócio/gerente. Desde tenra idade ingressou nas camadas jovens dos Bombeiros de Gouveia tendo permanecido alguns anos nos quadros, ultimamente passou pela Direcção da referida Instituição dinamizando a área de comunicação e imagem. Frequentou a licenciatura em Gestão de Marketing no IPAM de Aveiro. Passou por diversas Associações de Gouveia dando o seu contributo.