Povoação cercada pelas chamas durante a madrugada

0

image2A aldeia de Casais esteve cercada pelas chamas durante esta madrugada. Pelo menos oito pessoas foram retiradas das habitações.

Foi um inferno de fogo vivo durante a madrugada na Fóia, concelho de Monchique, no distrito de Faro. A reativação do incêndio foi “muito explosiva” e o combate “desenrolou-se numa área bastante difícil”.

Por medidas de precaução foram retiradas de casa oito pessoas, algumas com mobilidade reduzida, as quais foram realojadas em casas de familiares ou num lar pela proteção civil, disse o comandante operacional distrital de Faro, Vaz Pinto.

“Algumas habitações dispersas foram afetadas, mas nenhuma ardeu”, disse Vaz Pinto, sublinhando que “apenas algumas ruínas ou casas desabitadas foram afetadas”.

Às 7.30 horas da manhã desta quinta-feira, o incêndio em Monchique tinha duas frentes ativas e mobilizava 298 bombeiros, com o apoio de 98 meios terrestres.

“Neste momento temos quatro incêndios ativos no distrito de Bragança, Faro, Vila Real e Guarda. O incêndio de Monchique é o que nos preocupa mais face ao que foi desenvolvido durante a noite”, adiantou o adjunto operacional da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), Marco Martins.

“O combate a este incêndio vai ser reforçado de manhã com dois aviões Fireboss e o avião russo Beriev”, disse Marco Martins.

Aquele responsável explicou que o incêndio de Monchique que sofreu um reacendimento às 19.57 horas de quarta-feira e que levou à evacuação de localidades e retirada de pessoas, desenvolveu-se de forma intensa durante a noite.

“Esta manhã não temos informação de que haja populações em risco”, disse Marco Martins.

Fonte: Jornal de Noticias

Sobre o autor

Paulo Reis

Paulo Reis

É Natural e residente em Esmoriz, a sua vida profissional está ligada à indústria automóvel nestes últimos 18 anos como CAD Designer. É um dos fundadores da Rádio Voz de Esmoriz, onde atualmente, apresenta o programa de rádio “Bombeiros em Missão”. Está ligado desde tenra idade aos Bombeiros de Esmoriz onde fez parte da orquestra do Grupo Cénico e hoje, ocupa o posto de Bombeiro de 1ª. É na atualidade responsável pelo Grupo de Comunicação & Imagem da corporação e integrou a equipa do portal bombeirosdeportugal.com.