Incêndio em Silves dispersa meios de Monchique e Portimão

0

naom_57ab9033276bdMais de 600 bombeiros estão no combate às chamas.

Um incêndio com três frentes deflagrou esta quinta-feira à noite em Almarjão, no concelho de Silves, e, segundo o comandante operacional dos bombeiros do Algarve, merece “cuidados redobrados” e obrigou a desviar meios de combate de Monchique e em Portimão. O Comandante Distrital de Operações de Socorro, Vítor Vaz Pinto, disse aos jornalistas que ao início da noite se registou “uma série de ignições” no concelho de Silves, que fizeram “desviar alguns meios que estavam empenhados no combate às chamas” em Monchique e em Portimão. O comandante operacional distrital disse ainda que o combate às chamas em Silves estão a ser dificultadas pela “falta de acessos”, sublinhando que para o local já foram também deslocadas máquinas de rasto para abrir caminho aos bombeiros. “Não está a ser fácil”, reconheceu Vaz Pinto, para definir o fogo que, à partida, não tem relação com o incêndio que já estava a ser combatido em Monchique e Portimão e que já está em curso há mais de 24 horas. Vaz Pinto fez também o ponto de situação ao incêndio de Monchique e Portimão, indicando que o mesmo mantém três frentes, duas dominadas e uma ativa, frente essa que está a ser combatida com dificuldade devido à falta de acessos. “É uma frente que está a progredir para oeste, que estamos a tentar debelar o mais depressa possível, apesar de as condições adversar, com muito vento e falta de acessos”, destacou o comandante distrital, lamentando: “já não bastava esta situação, senão agora também o incêndio em Silves”.

O incêndio que lavra em Portimão e Monchique está ativo há mais de 24 horas e está a ser combatido por várias centenas de operacionais, com o apoio de cerca de 150 viaturas e uma dezena de máquinas de rasto. O fogo deflagrou no passado sábado, 3 de setembro, foi dado como extinto no domingo, mas reacendeu-se esta quarta-feira tendo vindo a progredir para sul e entrado ao início da tarde de hoje no concelho de Portimão. Por precaução, foram deslocadas 16 pessoas – idosas e com mobilidade reduzida -, encaminhadas depois para casa de familiares, centros de dia e para um pavilhão desportivo de apoio à Proteção Civil. As povoações do Carriçal, Moinho da Rocha e Tabual e o hotel Pestana junto ao Autódromo Internacional do Algarve também foram evacuados durante a tarde de hoje. O combate tem sido dificultado pelas condições atmosféricas, nomeadamente o vento forte que tem fustigado a zona desde quarta-feira à noite, e os difíceis acessos.

Fonte: Correio da Manha

Sobre o autor

Paulo Reis

Paulo Reis

É Natural e residente em Esmoriz, a sua vida profissional está ligada à indústria automóvel nestes últimos 18 anos como CAD Designer. É um dos fundadores da Rádio Voz de Esmoriz, onde atualmente, apresenta o programa de rádio “Bombeiros em Missão”. Está ligado desde tenra idade aos Bombeiros de Esmoriz onde fez parte da orquestra do Grupo Cénico e hoje, ocupa o posto de Bombeiro de 1ª. É na atualidade responsável pelo Grupo de Comunicação & Imagem da corporação e integrou a equipa do portal bombeirosdeportugal.com.