Incêndio no concelho de Seia mantém-se como única ocorrência importante

0

14102075_10209894643463996_948834221_nO incêndio na freguesia de Vide e Cabeça, no concelho de Seia, mobiliza já 413 bombeiros e é atualmente a única ocorrência importante para a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC).

O incêndio em mato, em pleno Parque Nacional da Serra da Estrela, que teve início pelas 14h46 de segunda-feira, mantém três frentes ativas e durante a madrugada começou a progredir para um local de difícil acesso aos veículos de combate.

Pelas 10h15, de acordo com a informação disponibilizada na página da ANPC, estavam no local 413 operacionais a combater o incêndio apoiados por 124 meios terrestres e 3 meios aéreos.

O incêndio de Seia é o único que surge no ‘site’ da ANPC como “ocorrência importante”, o que representa que é um fogo de grandes dimensões, com duração superior a três horas e com mais de 15 meios de proteção e socorro envolvidos, mas apenas contemplam os incidentes do continente, já que as regiões autónomas têm serviços próprios nesta área.

Sete concelhos do distrito da Guarda – Aguiar da Beira, Trancoso, Fornos de Algodres, Celorico da Beira, Guarda, Gouveia e Sabugal – apresentam hoje risco ‘Máximo’ de incêndio, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera, distrito onde as máximas vão rondar os 33 graus Celsius.

Fonte: Observador com Bombeiros.pt

Sobre o autor

Ana Romaneiro

Ana Romaneiro

Nasceu em Évora onde cresceu e estudou. Desde muito cedo que partilha o gosto pela informática, que, a levou a tirar um curso profissional técnico de Gestão de Sistemas Informáticos, profissão que exerce na atualidade. A sua ligação aos bombeiros surge aos 13 anos ao entrar na fanfarra dos Bombeiros de Évora, onde permaneceu até 2013. Na atualidade integra a corporação os Bombeiros de Reguengos de Monsaraz, no posto de bombeira de 2º.