Incêndio destruiu lojas do Retail Park de Portimão

0

Um incêndio deflagrou, este domingo (23 de Setembro) de madrugada, em Portimão e destruiu todas as grandes superfícies do Retail Park daquela cidade, deixando intacta apenas a zona da restauração.

“Foram destruídas totalmente as sete grandes superfícies do Retail Park. Só não ficou afetada uma oficina de reparação automóvel e a zona de restauração. Todo o resto foi totalmente destruído”, disse fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) à agência Lusa.

As lojas destruídas são do setor de mobiliário, eletrodomésticos, desporto, bricolage, material de escritório e um supermercado.

Segundo a mesma fonte, o incêndio que deflagrou às 02.36 horas está “90% em fase de rescaldo, existindo apenas um ponto que ainda está a ser extinto”.

No terreno permanecem 161 operacionais, 64 veículos e elementos da GNR, PSP, Polícia Judiciária e INEM.

Por questões de precaução, as autoridades decidiram retirar de casa dois idosos que residem perto do Retail Park de Portimão e que foram encaminhados para as instalações dos bombeiros da cidade.

Há ainda a registar o caso de um bombeiro que se sentiu indisposto durante as operações de combate ao fogo e foi transportado para o hospital.

As causas do incêndio ainda estão por determinar, estando a PJ “à espera que o fogo seja extinto para proceder às averiguações”, disse a mesma fonte.

Também por questões de segurança, a Estrada Nacional 125 esteve cortada ao trânsito desde que o incêndio começou até à fase de rescaldo.

Fonte: JN

 

Outras fotografias:

 

Sobre o autor

luis.andrade

luis.andrade

É natural da Guarda e Licenciado em enfermagem, tendo obtido também uma pós-graduação em Urgência e Emergência Hospitalar e uma pós-licenciatura de Especialização em Enfermagem em Saúde Mental e Psiquiatria. Durante a frequência do curso de licenciatura em enfermagem, colaborou, como voluntário, na delegação da Guarda da Cruz Vermelha Portuguesa. Na atualidade exerce a profissão de enfermeiro no Funchal e integra a corporação dos Bombeiros Madeirenses, onde ocupa o posto de subchefe equiparado.