S. Pedro do Sul: Governo abre inquérito para apurar o que correu mal

0

4António Costa anunciou que foi aberto um inquérito para apurar o que se passou no incêndio de São Pedro do Sul, em Viseu.

De visita pelas zonas atingidas pelos incêndios, e questionado sobre hipotéticas falhas no combate aos fogos, o primeiro-ministro disse que só registou uma queixa fundamentada onde algo poderá não ter corrido como era suposto.

António Costa referia-se ao incêndio de S. Pedro do Sul, em Aveiro, onde já foi aberto um inquérito. “Só registei uma queixa fundamentada e sustentada a algo que necessita de inquérito”, disse o chefe de Governo, considerando normal, no entanto, que todos os presidentes de câmara desejem ter todos os meios e o mais rápido possível.

Tirando o caso de S. Pedro do Sul, o primeiro-ministro vê “com grande satisfação a forma ordenada, coordenada, efetiva como foram ativados os meios de resposta. A excepção, até agora, felizmente, é só o caso de S. Pedro do Sul”, vincou, lembrando que o número elevado e a simultaneidade dos fogos registados na semana passada implicaram “levar o dispositivo ao limite dos limites da sua capacidade de resposta”.

Quanto aos apoios financeiros às populações afetadas, o primeiro-ministro voltou a dizer que as linhas de apoio estão a ser ativadas. No entanto, advertiu para o facto de alguns dos danos “seguramente” não serem “cobertos pela legislação comunitária através dessas verbas”.

Para solucionar esse problema, a administração interna vai proceder ao levantamento do tipo de “apoios que poderão ser necessários”. Só depois de feito esse trabalho, e de resolvidos processos burocráticos, é que esse dinheiro será disponibilizado.

 

Sobre o autor

Sérgio Cipriano

Sérgio Cipriano

Natural de Gouveia e licenciado em Comunicação Multimédia pelo Instituto Politécnico da Guarda. Ingressou nos bombeiros com apenas 13 anos de idade e hoje ocupa o cargo de sub-chefe. É um dos fundadores da Associação Amigos BombeirosDistritoGuarda.com e diretor de informação do portal www.bombeiros.pt, orgão reconhecido pela Entidade Reguladora para a Comunicação Social.