Financiados 10 projetos com 4,2 ME para reduzir riscos de incêndios florestais

0

FEB incêndiosO Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos vai financiar projetos de prevenção de incêndios florestais que correspondem a um investimento global de 4,2 milhões.

O Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (PO SEUR) vai financiar projetos de prevenção de incêndios florestais que correspondem a um investimento global de 4,2 milhões de euros, foi esta sexta-feira anunciado.

Segundo um comunicado divulgado esta sexta-feira, os projetos (foram aprovados 10) são destinados a reduzir riscos de incêndio em terreno não privado (baldios e terrenos do Estado ou das autarquias locais), estando previsto, por exemplo, a abertura de corredores de separação florestal.

No comunicado explica-se que as 10 candidaturas ao programa do PO SEUR que foram aprovadas correspondem a um montante do Fundo de Coesão de 3,6 milhões de euros, sendo que o investimento total é de 4,2 milhões.

O Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas viu aprovada uma candidatura que envolve um montante global de 1,6 milhões de euros do Fundo de Coesão e que visa criar 1.458 hectares de rede primária (faixas de redução de combustíveis lenhosos planeadas à escala distrital) nas regiões do Alto Tâmega, Ave, Beiras e Serra da Estrela, Coimbra, Oeste, Leiria e da Lezíria do Tejo.

As restantes candidaturas aprovadas são dos municípios de Paredes de Coura, Arcos de Valdevez, Viana do Castelo, Vale de Cambra, Gouveia, Covilhã, Arganil, Góis e Melgaço.

 

Sobre o autor

Sérgio Cipriano

Sérgio Cipriano

Natural de Gouveia e licenciado em Comunicação Multimédia pelo Instituto Politécnico da Guarda. Ingressou nos bombeiros com apenas 13 anos de idade e hoje ocupa o cargo de sub-chefe. É um dos fundadores da Associação Amigos BombeirosDistritoGuarda.com e diretor de informação do portal www.bombeiros.pt, orgão reconhecido pela Entidade Reguladora para a Comunicação Social.