Escola Nacional de Bombeiros traz formações inéditas à feira de proteção civil de Portimão

0

Exercício-de-proteção-civil-numa-escola-de-Portimão-Arquivo-CMP

Cursos de especialização inovadores, destinados a agentes da proteção civil, e as cerimónias oficiais do Dia Nacional do Bombeiro são os principais atrativos da «Algarsafe’16» – Feira Internacional de Proteção Civil e Socorro de Portimão, que decorre entre os dias 26 e 29 de Maio, no Portimão Arena e no Parque de Feiras e Exposições.

O grande destaque do programa desta feira, a primeira do género a ter lugar na região, são as iniciativas da Escola Nacional de Bombeiros «que, enquanto parceiro, promoverá o curso de Delegado de Segurança, inédito na região do Algarve, com duração de 21 horas e apresentará o novo manual de primeiros socorros em pediatria», segundo a Câmara de Portimão, que co-organiza a feira com o Bombeiros de Portimão.

A formação de qualificação em delegado de segurança terá lugar nos dias 26, 27 e 28 de Maio e destina-se a instituições e empresas do setor público e privado nomeadamente técnicos de segurança, responsáveis pela segurança e elementos designados para o exercício da função de delegado de Segurança. As inscrições devem ser feitas online.

Outro ponto alto serão as comemorações do Dia Nacional do Bombeiro, a 28 de Maio, que a Liga dos Bombeiros Portugueses (LBP) decidiu assinalar, oficialmente, em Portimão. A festa estará enquadrada no programa da Algarsafe e juntará bombeiros de todo o país.

As comemorações contarão ainda com um desfile apeado e motorizado de demonstração das valências operacionais dos Bombeiros e uma exposição estática de meios e recursos.

«Com inúmeras atividades, iniciativas e sessões de cariz pedagógico e de sensibilização agendadas, a Algarsafe pretende assumir-se como a maior feira do género a sul do Tejo, evidenciando a enorme importância da segurança nos vários domínios da nossa sociedade», segundo a organização.

O sentimento de segurança assume uma dimensão especial em Portimão e no Algarve, «enquanto destino turístico por excelência», já que concorre com outros destinos, a nível internacional, e «necessita de manter a capacidade e um sentimento de proteção relativamente aos milhares de visitantes que anualmente escolhem Portimão».

Já confirmada está a presença de cerca de 70 entidades públicas e privadas, entre prestadores e fornecedores de bens e serviços na área da segurança e da proteção civil, agentes de proteção civil e entidades cooperantes do sistema integrado de operações de proteção e socorro a nível nacional.

Fonte: SulInformação

Sobre o autor

Ana Romaneiro

Ana Romaneiro

Nasceu em Évora onde cresceu e estudou. Desde muito cedo que partilha o gosto pela informática, que, a levou a tirar um curso profissional técnico de Gestão de Sistemas Informáticos, profissão que exerce na atualidade. A sua ligação aos bombeiros surge aos 13 anos ao entrar na fanfarra dos Bombeiros de Évora, onde permaneceu até 2013. Na atualidade integra a corporação os Bombeiros de Reguengos de Monsaraz, no posto de bombeira de 2º.