Distrito de Viseu apresentou ontem o Dispositivo de Combate a Incêndios 2016

0

O Comando Distrital de Operações e Socorro de Viseu apresentou esta Sexta-Feira, em Nelas, o seu Dispositivo de Combate a Incêndios Florestais para o ano de 2016.

No inicio da apresentação usou da palavra o Presidente da câmara de Nelas saudando todas as entidades presentes, referindo que “é sempre um prazer recebe-los nesta terra”. O presidente do município mostrou-se preocupado com a falta de investimento por parte dos governos,no que respeita à prevenção (limpeza de caminhos e floresta) referindo que será preciso fazer mais e melhor nesta matéria.

Já Lúcio Campos, Comandante Operacional Distrital, perante uma sala constituída por cerca de 150 pessoas, apresentou às forças da proteção civil do distrito o contingente para 2016, começando sua intervenção agradecendo ao presidente do município de Nelas toda a sua disponibilidade em acolher mais este evento distrital, referindo que “em Nelas somos sempre bem recebidos”.

O Comandante Operacional referiu que o Distrito de Viseu possui 24 municípios onde residem perto de 400 mil habitantes e é constituído por 40% de espaços florestais. Considerando ser um distrito critico no que concerne ao numero de ignições, Lúcio Campos referiu que foram levadas a cabo uma serie de iniciativas formativas que permitiram aos bombeiros e aos elementos de outras forças a partilha de conhecimentos, melhorando assim a forma como atuam e comunicam no terreno.

À semelhança de anos anteriores, será distribuído por todos os operacionais que irão constituir o dispositivo um manual de bolso, que possibilitará à consulta rápida de determinadas matérias relacionadas com a segurança e combate.

No que toca à eficácia do combate, Lúcio Campos referiu que o distrito de Viseu possui uma taxa de 88% dos incêndios resolvidos nos primeiros 90 minutos, porem, frisou que esta taxa pode ser melhorada havendo margem para que isso possa acontecer.

O distrito de Viseu terá no pico do dispositivo 125 equipas, constituídas por 740 operacionais apoiados por 160 veículos de combate e 6 meios aéreos. Será ainda constituído por 263 elementos de outras forças, nomeadamente PSP, GIPS, ICNF e Afocelca.

No final da sua intervenção, o comandante distrital apelou à abolição de lemas como “podemos não voltar, mas vamos”, referindo que “se começamos todos, devemos acabar todos”.

Já o Secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes, referiu que este governo devolveu a isenção das taxas moderadoras aos bombeiros, uma vez que consideraram que “deve ser dado aos voluntários o devido reconhecimento da sua atividade”.

Referindo-se aos investimentos que serão feitos na proteção civil, Jorge Gomes disse que o governo irá proceder à renovação da frota dos GIPS no valor de 3 milhões de euros. Os bombeiros também serão contemplados com 5 milhões de euros em investimento em viaturas novas e terão a possibilidade ainda de proceder a renovações dos seus quartéis no valor de 7 milhões de euros mediante candidatura.

Jorge Gomes referiu ainda, em primeira mão, que irá ser criada uma legislação própria para delegar mais poderes  e competências nos municípios no âmbito da protecção civil municipal, apoiado por programas de incentivos à limpeza das florestas e caminhos.

Nesta apresentação estiveram ainda presentes o Presidente da Autoridade Nacional da Proteção Civil, o Comandante Operacional Nacional, o Comandante Operacional de Agrupamento Distrital do Centro Norte, comandantes e presidentes dos corpos de bombeiros, Cruz vermelha, Afocelca e GIPS.

O portal bombeiros.pt sabe que, esta comitiva irá percorrer todos os distritos do país para apresentar os dispositivos distritais, uma vez que, segundo apuramos, este governo quer ter uma politica de proximidade e optou assim, por este ano acompanhar as apresentações dos dispositivos em cada distrito.

 

Sobre o autor

Sérgio Cipriano

Sérgio Cipriano

Natural de Gouveia e licenciado em Comunicação Multimédia pelo Instituto Politécnico da Guarda. Ingressou nos bombeiros com apenas 13 anos de idade e hoje ocupa o cargo de sub-chefe. É um dos fundadores da Associação Amigos BombeirosDistritoGuarda.com e diretor de informação do portal www.bombeiros.pt, orgão reconhecido pela Entidade Reguladora para a Comunicação Social.