Comboio português descarrila na Galiza e provoca pelo menos dois mortos

0

1072784Um comboio descarrilou esta sexta-feira em Porrinho, um concelho da província de Pontevedra, Galiza. O acidente provocou pelo menos dois mortos e vários feridos, avança o jornal espanhol La Voz de Galicia. O comboio estabelecia a ligação entre a cidade espanhola de Vigo e Valença do Minho.

Segundo avançou um porta-voz da Renfe ao El País, o comboio é português e o maquinista também.

O acidente ocorreu à entrada da estação de Porriño pelas 9h20 (8h20 em Portugal continental). A composição descarrilou depois de passar umas agulhas e embateu num poste.

Trata-se do comboio Celta que faz duas vezes por dia a ligação Porto-Vigo. O comboio acidentado tinha saído de Vigo às 9h02 (8h02, hora de Portugal continental) e deveria ter chegado a Campanhã às 10h18.

Esta ligação é explorada em simultâneo pela CP e pela Renfe, sendo que os comboios podem ser conduzidos nos dois lados da fronteira por maquinistas portuguesas e espanhóis.

A composição era uma automotora espanhola da série 592, vulgarmente conhecida em Espanha por “camellos” devido às caixas do ar condicionado no tecto se parecerem com bossas, que estava alugada à CP.

Dado tratar-se de uma relação luso-espanhola, o CIAF – Investigación e Accidentes Ferroviarios, que está a procurar as causas do acidente, tem mantido contactos com o organismo homólogo português GISAF (Gabinete de Investigação de Segurança e de Acidentes Ferroviários).

Depois de receber vários alertas dados pelos vizinhos pelas 9h30 locais, os serviços de emergência da Galiza activaram um grupo de operações que está a ser apoiado por um grupo de bombeiros voluntários do Baixo Minho.

In Publico

 

Sobre o autor

Sérgio Cipriano

Sérgio Cipriano

Natural de Gouveia e licenciado em Comunicação Multimédia pelo Instituto Politécnico da Guarda. Ingressou nos bombeiros com apenas 13 anos de idade e hoje ocupa o cargo de sub-chefe. É um dos fundadores da Associação Amigos BombeirosDistritoGuarda.com e diretor de informação do portal www.bombeiros.pt, orgão reconhecido pela Entidade Reguladora para a Comunicação Social.