Bombeiros de Lousada assinalaram 90 anos com sete novas viaturas e distinções

0

Foi com “pompa e circunstância” que os Bombeiros Voluntários de Lousada assinalaram os 90 anos da corporação.

Depois da formatura, realizada na tarde deste domingo, na Avenida do Senhor dos Aflitos, a associação humanitária benzeu sete novas viaturas – cinco ambulâncias de transporte de doentes, uma ambulância de socorro e uma viatura de desencarceramento. Depois, em sessão solene, foram homenageados com distinções quase 50 bombeiros.

A cerimónia contou com a presença de várias entidades, entre elas a secretária de Estado Adjunta da Administração Interna.

Durante os discursos, o presidente da direcção da corporação adiantou que o quartel vai entrar em obras em breve.

QUARTEL VAI SER REMODELADO E AMPLIADO

“Queremos formar mais e melhores bombeiros”, afirmou Antero Correia. Segundo o presidente da direcção essa é uma aposta para manter, assim como a de renovar os meios e equipamentos, o que exige “um grande esforço económico e financeiro”. Por outro lado, “proteger quem protege é a principal preocupação”, estando a corporação a equipar os seus bombeiros com “o melhor” equipamento de protecção individual. O dirigente avançou ainda que o quartel sofrerá obras de remodelação e ampliação em breve. “Investir nas instalações é imperioso”, referiu.

Antero Correia destacou ainda o facto de a Câmara Municipal de Lousada ter oferecido uma das viaturas e das outras terem sido apadrinhadas por várias empresas.

CÂMARA DE LOUSADA QUER AVANÇAR COM ISENÇÃO DE IMI PARA BOMBEIROS E PEDE LEGISLAÇÃO

Presente na cerimónia, Pedro Machado elogiou a instituição e realçou o papel do voluntariado. “É importante criar incentivos para o voluntariado”, disse, dirigindo-se à secretária de Estado. “Este ano o município decidiu criar isenções nas tarifas de disponibilidade de água, saneamento e resíduos para todos os elementos do quadro activo”, lembrou o autarca lousadense. “Queríamos ir mais longe e criar isenção de IMI para os bombeiros voluntários”, acrescentou, pedindo legislação para que tal seja possível e deixando ainda a Isabel Oneto a sugestão de ser criada, pelo Governo, uma bonificação ao nível do IRS para os soldados da paz.

A secretária de Estado Adjunta da Administração Interna falou da importância dos bombeiros e da importância da formação. “A qualificação destes homens e mulheres tem que ser objectivo e a principal prioridade de qualquer política de Protecção Civil”, afirmou. “Não há desenvolvimento do país sem uma Protecção Civil forte”, sendo que isso passa pela articulação entre diferentes estruturas, sobretudo a nível municipal.

QUASE 50 SOLDADOS DA PAZ DISTINGUIDOS

Os Bombeiros Voluntários de Lousada contam com 105 elementos no corpo activo. Este domingo foram distinguidos quase 50 soldados da paz.

24 bombeiros receberam as medalhas de assiduidade grau Cobre, Prata e Ouro, da Liga dos Bombeiros Portugueses, por cinco, 10 e 20 anos de bons e efectivos serviços. Outros 12 foram distinguidos com a medalha de dedicação, grau Ouro, por 25 anos de serviços prestados. Houve ainda 11 elementos da corporação que foram promovidos à categoria de Bombeiro de 2.ª.

Os Bombeiros Voluntários de Lousada premiaram ainda cinco soldados da paz que realizaram o maior número de serviços voluntários em 2015, sendo o primeiro classificado Pedro Ribeiro.

A Liga dos Bombeiros Portugueses entregou também dois Crachás de Ouro.

Durante a cerimónia, o comandante da corporação destacou a história da associação. “Honra, glória e missão definem o que se faz neste corpo de bombeiros há 90 anos”, afirmou Albano Teixeira. “Continuidade, progresso e crescimento são o nosso lema”, referiu ainda.

Fonte: verdadeiroolhar.pt

Sobre o autor

Pedro Fonseca

Pedro Fonseca

É natural e residente em Gouveia, a sua vida profissional está ligada nestes últimos 16 anos à área de consultadoria em seguros. Em 2013 foi fundador da empresa LICATEL - Soluções em Telecomunicações onde é sócio/gerente. Desde tenra idade ingressou nas camadas jovens dos Bombeiros de Gouveia tendo permanecido alguns anos nos quadros, ultimamente passou pela Direcção da referida Instituição dinamizando a área de comunicação e imagem. Frequentou a licenciatura em Gestão de Marketing no IPAM de Aveiro. Passou por diversas Associações de Gouveia dando o seu contributo.