Bombeiros de Ermesinde têm novo comandante

0

Sérgio Barros é o novo comandante dos Bombeiros Voluntários de Ermesinde. A tomada de posse decorreu, este sábado, numa cerimónia onde o novo comandante estabeleceu já as linhas prioritárias para um projecto de cinco anos que agora inicia.

Ter um corpo de bombeiros bem formado e equipado são dois dos ingredientes que Sérgio Barros pretende ter para atingir os seus objectivos.

Com 25 anos de serviço e bombeiro desde os 16 anos, entre os quais os últimos quatro na Autoridade Nacional de Protecção Civil, Sérgio Barros assume o comando dos Bombeiros de Ermesinde cinco meses depois do cargo ter sido assumido pelo segundo comandante, Emanuel Santos, após o término de comissão de serviço de Carlos Teixeira.

Numa cerimónia que contou com a presença de várias entidades oficiais de Protecção Civil e autarcas, Sérgio Barros afirmou que não irá poupar esforços na prossecução do projecto que idealizou para os próximos cinco anos. E uma das suas prioridades é o crescimento do corpo de bombeiros. “Precisamos de crescer”, disse, acrescentando que num universo de 80 mil habitantes, das cidades de Ermesinde e Alfena, 45% está dentro de uma faixa etária capaz de ser mobilizada. Outro dos objectivos do novo comandante passa pela criação de um corpo de infantes e cadetes e numa aposta clara de formação dos bombeiros voluntários. Por último, preconiza no seu projecto o reforço de escalas e melhoria dos indíces de resposta aos pedidos de socorro.

 

Jorge Videira, presidente da direcção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Ermesinde, revelou disponibilidade para encontrar as respostas necessárias para a melhoria do serviço, especialmente ao nível da operacionalidade. Frisando que tem havido o esforço para melhorar o material circulante e  equipamento, Jorge Videira recordou que a corporação tem um carro de incêndio novo, duas ambulâncias que estarão em breve ao dispor e que foram investidos 25 mil euros desde o início do ano em equipamentos de protecção individual.

Finalmente, o presidente da Câmara Municipal de Valongo, José Manuel Ribeiro enalteceu a actividade das corporações de bombeiros no concelho, onde devido às serras e rios “ao longo de todo o ano têm muito trabalho”. O autarca aproveitou para anunciar que vai propor na Câmara Municipal a actualização do apoio mensal atribuído aos bombeiros, passando de 4.500 euros para seis mil euros.

Fonte e foto  – Verdadeiro Olhar.

Sobre o autor

Ângelo Santos

Ângelo Santos

E natural do Porto e criado em Gondomar, assume-se como um “tripeiro de gema” pela forte influência e proximidade à cidade do Porto. Nasceu praticamente no seio dos bombeiros derivado à presença de familiares nas fileiras, onde de perto acompanhou a sua evolução e ganhou gosto pela causa. Integra na atualidade o corpo de bombeiros de Valbom no Concelho de Gondomar, onde exerce funções de bombeiro de 2º, com vínculo profissional de Operador de Comunicações. Fez ainda parte do projeto bombeirosdeportugal.com.