Abrantes: Escola de Bombeiros para crianças esgota inscrições nos primeiros dias

0
Escola de Cadetes e Infantes de Abrantes

Escola de Cadetes e Infantes de Abrantes

Mais de 36 crianças esgotaram as inscrições

A Escola de Cadetes e Infantes de Abrantes, que visa incentivar os mais novos a ingressar na carreira de bombeiro, esgotou as inscrições poucos dias depois de abrir portas.

Esta iniciativa, dinamizada pela Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Abrantes, começou a funcionar em Dezembro com cerca de 36 crianças e jovens com idades entre os 4 e os 17 anos. A base desta escola é o despertar de valores fundamentais como a dádiva, a ajuda ao próximo, o espírito solidário e o voluntariado.

Tentamos associar aqui uma cultura para a cidadania e incutir alguns valores que nós achamos que na nossa sociedade andam meio perdidos: a solidariedade, a entreajuda, o espírito de corpo e a camaradagem”, referiu Valter Lopes, coordenador da Escola de Infantes e Cadetes.

Valter Lopes acrescentou que “ ser o coordenador da escola é antes de mais um grande orgulho e ao mesmo tempo uma grande responsabilidade. Tem sido uma experiência muito gratificante, o sorriso e o olhar dos jovens e dos adolescentes, e o meu motivo de continuar a querer fazer mais e melhor em prol da comunidade. A adesão foi bastante positiva, pelo que já temos mais cerca de 30 crianças a querer entrar para a escola, o que para já é impossível, mas estamos a ponderar e a tentar arranjar uma solução”.

António Jesus, comandante dos Bombeiros de Abrantes, disse à Lusa que se trata de uma “experiência gratificante, pelo envolvimento dos bombeiros mais velhos e também pela alegria destas crianças”.

O presidente da direcção da Associação Humanitária, João Furtado, referiu que “a procura superou as melhores expectativas, uma vez que a escola está com as inscrições lotadas”.

(Fonte: tomartv.com e LUSA)

Sobre o autor

Mónica Costa

Mónica Costa

É natural de Tabuaço, licenciada em Comunicação e Relações Económicas e Mestre em Marketing e Comunicação. Foi jornalista na Rádio F até 2013 e apesar de nunca ter estado diretamente ligada ao mundo dos bombeiros, acompanhou sempre com um enorme respeito e admiração o seu trabalho. Na atualidade integra a equipa da Direção informativa do portal bombeiros.pt.