Quintana Roo sobe nível de alerta para “laranja”

0

A Protecção Civil do estado mexicano de Quintana Roo subiu o nível de alerta de amarelo (perigo moderado) para laranja (perigo elevado) pela proximidade do furacão Ernesto, de acordo com a imprensa local, que diz também que hoje de manhã (menos seis horas que em Portugal) os mil turistas começaram a ser retirados de zonas de risco, entre Ubero e Xkalac. Essas notícias citam o Governador de Quintana Roo, Roberto Borge Angulo, que, segundo referem, também decretou a “lei seca” nos municípios de Tulum, Felipe Carrillo Puerto, José María Morelos, Bacalar e Othón P. Blanco. Roberto Borge Angulo, acrescentam, também exortou os residente sem Punta Allen a que deixem a zona pela sua exposição a marés fortes.

As autoridades, segundo as mesmas notícias, passaram uma mensagem de alguma tranquilidade, salientando que as previsões apontam para que o Ernesto “aterre” na zona de Takbalám e que ventos de intensidade de furacão ocorram numa faixa de 20 quilómetros a Norte, de Felipe Carrillo Puerto a José María Morelos, e dez quilómetros a Sul, de Chumpon a Chuoo. “Pela sua trajectória, os pontos importantes de provável entrada [na Península] estão entre Mahahual e Punta Allen”, observou o director da Protecção Civil do Estado, Luis Carlos Rodríguez Hoy, também citado nessas notícias.

A imprensa diz que pela manhã (menos seis horas que em Portugal) as autoridades começaram a retirar residentes e turistas de Punta Allen, Punta Herrero e da zona costeira do Sul do Estado, entre Ubero e Xcalak. Também é referido que o Conselho de Protecção Civil em reunião de manhã decidiu que os municípios evacuem as área mais vulneráveis a inundações do municípios de Tulum, Felipe Carrillo Puerto e Othón P. Blanc. A Secretaria de Turismo de Quintana Roo, de acordo com essas notícias, também activou o sistema de localização de turistas que tem montado desde 2008 e que permite às autoridades locais, associações de hotéis e consulados saber da situação dos turistas que estão de férias no Estado, por forma a garantir a sua segurança. Juan Carlos González Hernández, secretário de Turismo, citado pela imprensa informou que o dados começaram a ser introduzidos hoje pela manhã e indicou que pela tarde terá uma reunião com o corpo consular em Cancún.

As autoridades mexicanas prevêem que as zonas que poderão ser mais afectadas são Chetumal, Bacalar e Majahual, cuja capacidade hoteleira é de 2.472 quartos em 134 unidades, e indicaram que têm preparados 237 refúgios que podem albergar quase 83 mil pessoas. Algumas notícias referem que já desde ontem em Cancún se começaram a sentir os efeitos das “bandas” do Ernesto, designadamente com chuva em toda a costa Este, desde Chetumal. Em nenhuma das notícias são referidas precauções especiais para as zonas de Playa del Carmen e Cancún que são as mais procuradas por turistas portugueses.
Para ver mais informação sobre a tempestade no site do NHC clique aqui

FONTE: PressTur

Sobre o autor

Sérgio Cipriano

Sérgio Cipriano

Natural de Gouveia e licenciado em Comunicação Multimédia pelo Instituto Politécnico da Guarda. Ingressou nos bombeiros com apenas 13 anos de idade e hoje ocupa o cargo de sub-chefe. É um dos fundadores da Associação Amigos BombeirosDistritoGuarda.com e diretor de informação do portal www.bombeiros.pt, orgão reconhecido pela Entidade Reguladora para a Comunicação Social.