Novo sistema ResQCPR aumenta taxa de sobrevivência de doentes em paragem cardiorespiratória

0
Godfrey Fire Protection District

Godfrey Fire Protection District

A corporação  de Godfrey, em Illinois, estado dos Estados Unidos, localizado na Região Centro-Oeste do país, é a primeira, também na área de St. Louis,  a adotar o sistema ResQCPR, uma máscara e uma bomba combinada para controlar a pressão do ar no peito dando aos bombeiros um meio mais eficaz de realizar compressões torácicas.

Com o novo dispositivos de Ressuscitação cardiopulmonar, clinicamente comprovado, os doentes têm 9 por cento de taxa de sobrevivência, em comparação com os 6 por cento sem ele.

O novo desfibrilhador exige dois bombeiros em ação, um prende a máscara contra a boca do doente, criando um vácuo no interior do tórax, aumentando o fluxo sanguíneo para o cérebro e órgãos vitais durante as compressões torácicas. O outro bombeiro usa a bomba contra o peito da vítima. A bomba tem um efeito de  sucção no  peito, o que possibilita levar mais sangue ao coração.

O sistema ResQCPR não pode, no entanto, ser usado em doentes com traumatismos.
O dispositivo custa cerca de 328 euros e inclui uma bomba e duas máscaras. Cada máscara só ser utilizada uma vez e é  distribuído pela empresa ZOLL.

Conheça mais no vídeo, com uma apresentação do chefe da corporação de Godfrey, Erik Kambarian:

 

Fonte: ems1.com/bombeiros.pt

 

 

Sobre o autor

Mónica Costa

Mónica Costa

É natural de Tabuaço, licenciada em Comunicação e Relações Económicas e Mestre em Marketing e Comunicação. Foi jornalista na Rádio F até 2013 e apesar de nunca ter estado diretamente ligada ao mundo dos bombeiros, acompanhou sempre com um enorme respeito e admiração o seu trabalho. Na atualidade integra a equipa da Direção informativa do portal bombeiros.pt.