Ministério do Interior lança manual para prevenir desastres nas escolas

O Serviço Nacional de Protecção Civil e Bombeiros e o Instituo Nacional de Investigação de Desenvolvimento da Educação lançaram em Luanda um manual sobre a prevenção de acidentes nas escolas e comunidades. O manual é destinado a professores e alunos. A entrega dos manuais é da iniciativa do Ministério do Interior, que tutela o Serviço Nacional de Protecção Civil e Bombeiros. O seu lançamento, contou com a participação da UNICEF e visa passar conhecimentos, baseados em pesquisas científicas e experiências do dia-a-dia, sobre como prevenir acidentes. A vice-ministra da Educação, Ana Paula Inês, disse, no acto de lançamento, que os desastres naturais são preocupação do Executivo, por afectarem aàs populações, tanto a nível da comunidade como individual. Ana Paula Inês salientou que a integração da matéria de protecção civil e auto protecção no currículo escolar visa difundir conhecimentos práticos, desenvolver competências e habilidades para a vida das crianças e jovens, em caso de acidente grave, catástrofe ou calamidade. Numa primeira fase, disse, os manuais vão ser distribuídos a cinco mil alunos da quarta, quinta e sexta classes, nas províncias de Benguela, Cunene, Luanda e Moxico. Para uma melhor compreensão dos manuais, 84 professores vão receber formação específica sobre as matérias. O vice-ministro do Interior para a Protecção Civil e Bombeiros, Eugénio Laborinho, afirmou que a prevenção contra sinistros deve ser uma prioridade permanente e o trabalho de mudança de mentalidades deve começar em criança. Eugénio Laborinho referiu que os manuais vão levar a uma redução substancial de algumas práticas negativas que, geralmente, resultam em desastres. “As crianças podem ajudar familiares e vizinhos, a tomarem consciência sobre a necessidade de no dia-a-dia tomarem atitudes correctas, conducentes a uma redução de desastres e a uma vida mais segura”, referiu. O vice-ministro sublinhou que os manuais são dirigidos a professores e alunos para fortalecer a sua capacidade de transmitir conhecimentos, entender os desastres, sensibilizar a comunidade escolar e criar espírito de solidariedade em situação de sinistro.

O reforço das capacidades das comunidades gerirem adequadamente os riscos, a necessidade de proteger os investimentos e reduzir o impacto negativo dos fenómenos naturais nos processos produtivos e sociais, são os principais objectivos para os quais convergem os esforços de prevenção do Serviço Nacional de Protecção Civil e Bombeiros.

Sobre o autor

Sérgio Cipriano

Sérgio Cipriano

Natural de Gouveia e licenciado em Comunicação Multimédia pelo Instituto Politécnico da Guarda. Ingressou nos bombeiros com apenas 13 anos de idade e hoje ocupa o cargo de sub-chefe. É um dos fundadores da Associação Amigos BombeirosDistritoGuarda.com e diretor de informação do portal www.bombeiros.pt, orgão reconhecido pela Entidade Reguladora para a Comunicação Social.