Incêndio obriga a evacuar urbanização nos arredores de Madrid | com fotos e video

0

Depósito de pneus usados a 50 km de Madrid está a arder desde a madrugada e já lançou nuvem tóxica sobre a região

Um incêndio deflagrou hoje num depósito de pneus usados, a cerca de 50 quilómetros de Madrid, causando uma densa nuvem de fumo negro tóxico, informaram as autoridades espanholas.

O governo da região de Castela-Mancha (centro) desencadeou um plano de emergência na província de Toledo, onde fica o depósito que a imprensa afirma ser o maior do país e da Europa, entre as localidades de Valdemoro e Seseña.

O incêndio “produziu uma nuvem tóxica que poderá atingir parte da população de Seseña”, de 20 mil habitantes, alertou o governo regional em comunicado, no qual é divulgado uma linha de telefone gratuita (900 122 112) para disponibilizar informações. A origem do incêndio é desconhecida, mas os investigadores não rejeitam que tenha havido mão criminosa, avança a imprensa local. As aulas foram suspensas em Seseña e durante a tarde uma urbanização nesta localidade, onde residem cerca de nove mil pessoas, foi evacuada por precaução. No local, encontravam-se ainda cerca de mil residentes, que foram retirados pelas autoridades. Os restantes tinham abandonado as casas por livre iniciativa. Há várias estradas cortadas na região.

Os bombeiros de Madrid e de Toledo estão no local, bem como helicópteros. O exército está preparado para intervir, disse ao El País o presidente da Junta de Comunidads de Castilla-La Mancha, Emiliano García-Page. Nesta altura, o incêndio estará controlado e a maior preocupação é o fumo e a nuvem tóxica que traz risco de intoxicação às pessoas que se encontram nas imediações.

“Cerca de um quinto (da área do depósito) foi afetado, com milhares de toneladas (de pneus)”, disse Luis Villarroel, responsável dos bombeiros de Madrid, num vídeo divulgado na conta dos bombeiros no Twitter na manhã desta sexta-feira.

O responsável recomendou aos habitantes que fechem portas e janelas, expondo-se o menos possível ao fumo. Segundo a Proteção Civil espanhola, para já, não há qualquer localidade em risco devido às chamas. Os voos com chegada e partida do aeroporto de Barajas, em Madrid, não sofreram até ao momento qualquer perturbação devido às chamas, mas fonte oficial não descarta alterações consoante a evolução do incêndio e do fumo das chamas.

O alerta foi dado às 01:20 (00:20 em Lisboa), disse um porta-voz dos serviços de emergência.

Este depósito de pneus surgiu na década de 1990 e nunca mais parou de crescer. Em 2003 foi declarado ilegal, mas até hoje não foi encontrada qualquer solução para remover os pneus acumulados em cerca de dez hectares, o equivalente a 14 campos de futebol.

Fonte: DN

Sobre o autor

Ana Romaneiro

Ana Romaneiro

Nasceu em Évora onde cresceu e estudou. Desde muito cedo que partilha o gosto pela informática, que, a levou a tirar um curso profissional técnico de Gestão de Sistemas Informáticos, profissão que exerce na atualidade. A sua ligação aos bombeiros surge aos 13 anos ao entrar na fanfarra dos Bombeiros de Évora, onde permaneceu até 2013. Na atualidade integra a corporação os Bombeiros de Reguengos de Monsaraz, no posto de bombeira de 2º.