Incêndio em centro de refugiados na Alemanha com suspeita de fogo posto

0

urbano alemanhaUm centro de acolhimento de refugiados em Dusseldorf, na Alemanha, foi palco esta terça-feira de um incêndio. Das cerca de 280 pessoas ali albergadas, todos homens oriundos na maioria da Síria, do Iraque e do Afeganistão, pelo menos 130 estariam no interior quando o fogo deflagrou por volta do meio-dia (menos uma hora em Lisboa) e pelo menos 28 necessitaram de assistência devido à inalação de fumo.

Um bombeiro e um elemento da Cruz Vermelha ficaram feridos no combate às chamas. Um porta-voz dos bombeiros de Dusseldorf explicou que “à medida que as equipas de socorro chegavam, a entrada do edifício foi engolida pelas chamas”. “Havia muito fumo, visível a quilómetros de distância. Todas as pessoas que estavam no interior foram resgatadas e receberam assistência”, acrescentou Tobias Schuelpen.

O edifício onde foi instalado este albergue de transição para refugiados não fica muito longe do aeroporto de Dusseldorf, mas a circulação aérea não chegou a ser afetada na região.

As suspeitas das autoridades apontam para fogo posto, mas carecem ainda de confirmação. Dois refugiados que estavam instalados neste antigo centro de exposições transformado em albergue de transição foram detidos e retirados do edifício algemados. A lista de suspeitos subiu, entretanto, para seis pessoas.

Após cinco horas de combate às chamas, o incêndio foi dado como extinto pelos bombeiros, mas os trabalhos de rescaldo deverão prosseguir durante a noite. O edifício ficou destruído e fonte dos bombeiros, citada pelo jornal Bild, estima um prejuízo na ordem dos 10 milhões de euros.

(Fonte: euronews)

Sobre o autor

Daniel Rocha

Daniel Rocha

Nasceu na Guarda, mas foi em Famalicão da Serra que cresceu e conheceu o mundo dos bombeiros integrando o corpo activo. É Licenciado em Línguas e Literaturas Modernas, variante de Estudos Portugueses, e possui um Curso de Especialização em Ensino de Português como Língua Estrangeira e Língua Segunda (PLELS), ambos na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (FLUC). Para além da vida de professor, dedica-se a muitas outras actividades, entre as quais o teatro e a escrita, tendo publicado com alguma regularidade desde 2011. A sua ligação e gosto pelo mundo da imprensa levaram-no a ser colaborador da Rádio Altitude (Guarda) e do jornal Notícias de Gouveia (Gouveia).