Cada um é herói à sua maneira!

0
Sérgio Cipriano

Sérgio Cipriano

Eu hoje vou ser um herói, vou ser um herói porque terei a coragem de dizer o que me vai na alma sem rodeios, sem pensar que as palavras muitas vezes são flechas espetadas no coração, sem pensar que as palavras podem melindrar heróis, que à sua maneira, à mínima oportunidade usam o abuso de poder para se vingarem, sem pensar que as palavras podem prejudicar as suas mentes.

Hoje vou ser herói, vou ser herói porque estou farto de cinismo, farto de oportunistas, farto de artistas que nem uma nota musical sabem, mas são maestros que se sentam à mesa do rei. Estou farto dos que na penumbra espreitam o momento certo para aparecer, farto dos que dão pancadinhas nas costas e ao virar da esquina, “toma uma facada”.

Sou herói porque estou farto das mesmas promessas feitas todos os anos aos bombeiros Portugueses, estou farto do silêncio dos bombeiros, estou farto dos comandantes que compactuam com o sistema, estou farto das bajulações e do cheiro a graxa feita aos comandantes distritais, estou farto dos que falam, falam e não os vejo a fazer nada, dos que aguardam a presa para a poder atacar, farto de mim porque sou impotente.

Sem pensar que as palavras podem ferir susceptibilidades, até porque cada um é herói à sua maneira, estou farto dos discursos líricos que embelezam textos para inglês ver, dos que em publico juram palavras de amor, amizade e gratidão, mas é tudo fachada.

Estou farto dos que vão a todas as festas e romarias só para aparecerem, farto dos que com facilidade engenham bodes expiatórios, dos que cometem crimes, dos que roubam dinheiro, dos que falsificam assinaturas e dos que são santos protetores desses criminosos.

Hoje vou ser herói porque perdi o tempo a escrever este texto e ninguém vai ler, hoje vou ser herói, porque os supostos lesados sabem disso mesmo.

Ser herói é ser maior do que os homens!
Sérgio Cipriano

 

Sobre o autor

Sérgio Cipriano

Sérgio Cipriano

Natural de Gouveia e licenciado em Comunicação Multimédia pelo Instituto Politécnico da Guarda. Ingressou nos bombeiros com apenas 13 anos de idade e hoje ocupa o cargo de sub-chefe. É um dos fundadores da Associação Amigos BombeirosDistritoGuarda.com e diretor de informação do portal www.bombeiros.pt, orgão reconhecido pela Entidade Reguladora para a Comunicação Social.